terça-feira, abril 10, 2007

Ano I, Número 13

Semana decisiva para a Dupla.

Na terça-feira, o Internacional, em crise, enfrenta o Emelec, igualmente em crise, na esperança de classificar-se na Copa Libertadores. Com o tropeço no Estadual, integrantes da Popular já foram fazer baderna em treino. Abel recebe, ainda, assédio para ser treinador do Corinthians. O que ocorrerá nas próxima semanas depende do resultado desse jogo.

Já na quarta-feira, o Grêmio enfrenta o líder do campeonato colombiano. O time do Cúcuta necessita da vitória para continuar com chances na competição. O estádio deverá estar lotado e haverá muita pressão sobre o Tricolor. O Grêmio precisa voltar de lá com no mínimo um ponto, para ficar tranqüilo na Libertadores. No Estadual, a obrigação de vencer é toda dele. Um tropeço pode significar que o Inter não estará sozinho na crise...

Mais uma semana de muito futebol e emoção!

TRANCOS E BARRANCOS

Vencemos o Emelec e isso, sem dúvida, era o mais importante em Guayaquil. Mas não convencemos. A equipe deixou a desejar. Cometemos falhas primárias. Linha de impedimento é algo que só se permite a equipes muito entrosadas e bem treinadas, o que não é o caso do Inter atual. A marcação foi frouxa e deu espaço aos rápidos e habilidosos equatorianos. A escalação foi adequada. Na teoria, o 4-4-2 em losango, com a meia cancha formada com Edinho, Wellington, Vargas e Fernandão, tinha tudo para funcionar. Mas, na prática, jogamos num 5-2-3 (Edinho foi zagueiro fincado e Fernandão atacante). Pior, os 3 zagueiros atuaram em linha, sem sobra (característica marcante do 5-3-2).

ESPECTATIVA
O que me resta é acreditar que o foco exclusivo na Libertadores dará a Abel Braga o tempo que tanto reclamou para bem treinar o grupo. Contra o Nacional poderemos repetir, pela primeira vez no semestre, a mesma formação (aliás, a mesma que iniciou a segunda etapa contra o Barcelona no Japão). Talvez a eliminação no Estadual, assim como em 2006, seja o início da caminhada rumo ao título da América.

JOGO DO ANO
Nacional x Vélez, em Montevideo, passou a ser o jogo mais importante do ano para o Internacional. Vitória uruguaia praticamente elimina o Internacional, pois teríamos de aplicar uma sonora goleada no confronto final do Beira-Rio. Já um empate ou derrota charrua faz com que estejamos classificados com vitória simples. Façamos, pois, o sacrifício de torcer para os "castilhanos".

DIRIGENTES
Dagoberto do Atlético Paranaense tem enfrentado uma carreira tumultuada. Surgiu como promessa de craque e freqüentou, com sucesso, as seleções de base. No clube, provou não se tratar de promessa e demonstrou qualidades suficientes para jogar na equipe principal. Mas foi perseguido pelos diretivos do clube. Agora está para ser adquirido pelo São Paulo, por aproximadamente U$ 5 milhões, em transação que envolve litígio e guerra de liminares na Justiça do Trabalho.

DIRIGENTES II
O caso de Dagoberto, guardadas as proporções, tem semelhanças com a trajetória de Chiquinho no Inter; e, também, com o que começamos a presenciar com Alexandre Pato. Um jovem com imenso talento, que quando entra em campo demonstra toda sua potencialidade e qualidade para freqüentar o time principal, mas que pela teimosia, falta de conhecimento e arbitrariedade dos amadores dirigentes termina por ver sua carreira tumultuada e travada.

DIRIGENTES III
Chiquinho estaria jogando, até com uma única perna, neste meio campo sem criatividade que o Internacional tem apresentado. Não consigo acreditar que serei privado, em breve, de ver Alexandre Pato desfilar seu talento com a camisa vermelha por causa desses dirigentes incompetentes. Chega!

RÁPIDAS

Vergonhosa, mas previsível, pela campanha pífia, a eliminação do gauchão diante do Veranópolis.
Rafael Santos, que não canso de criticar, é, definitivamente, o pior zagueiro que vi atuando pelo Internacional (superou o Zózimo e o Gilmar Lima da Era Miranda). Contra o Veranópolis teve atuação digna de linchamento. Por sorte, nem viajou a Guayaquil. Tomara que tenha sido afastado de uma vez por todas.

Mas o pior de tudo foi ver o Clemer falhando, mais uma vez (já perdi a conta), e permanecendo dono absoluto da camisa de manga longa. E com a segurança, tranqüilidade e regularidade de Renan no banco. É p´ra matar!

Cristian voltou a atuar pelo Inter há pouco mais de um mês, mas já aumentou demais sua dívida conosco. Ontem não jogou e vencemos. Coincidência ?

Semifinais do Gauchão definidas. A pijamada enfrentando os clubes da serra. Pode mandar confeccionar a faixa de campeão vizinho. Esse páreo está corrido!

Por falar nisso, como preconizei já em nossa primeira derrota do semestre, contra o Nacional, o estoque de foguetes da pijamada não vai acabar tão cedo.

Foi constrangedora a festa dos azenhanos por nossa eliminação diante do Veranópolis. Eu não tinha idéia que o temor deles em nos enfrentar era tamanho!

Mas podem esperar, porque em junho, obrigatoriamente, Schiavi encontrará Alexandre Pato. E a pijamada não terá como fugir da sessão de terror.

E, não há como negar, a eliminação do Internacional diminui e muito o Campeonato Gaucho 2007. Afinal, trata-se do único representante gaúcho que tradicionalmente frequenta a PRIMEIRA DIVISÃO Nacional. Agora só restam equipes da turma da Segunda Divisão para baixo.

Enquanto isso, no Velho Mundo, a Roma levou uma saranda de 7x1 do Manchester United e foi eliminada da Copa dos Campeões. Resultado de voltar para casa com o rabo entre as pernas.

Beira-Rio, maior, mais bonito e mais tradicional estádio do Sul do Brasil, completou 28 anos dia 9 de abril. E aqui nos arrabaldes há figuras desesperadas para construir estádio novo, porque o seu está a beira da interdição. Vida longa ao nosso Gigante da Beira-Rio!

Uma ótima semana a todos os Colorados, atuais Campeões do Mundo FIFA,

Saudações Rubras, Luiz Portinho - lcportinho@yahoo.com.br

CAMPEONATO ESTADUAL "EM CHAMAS"

No final-de-semana ocorreram as partidas pela Repescagem à Semifinal do Gauchão. Sábado, o Caxias foi à Canoas e segurou o empate em zero contra o perigoso time do Ulbra. Nos pênaltis, valeu a qualidade do goleiro Ricardo e a tranqüilidade dos jogadores grená. O time da Serra se classificou e enfrentará o Imortal por uma vaga na final. A primeira partida da série será domingo, no Centenário.

Já no domingo, um verdadeiro clássico agitou duas cidades vizinhas. Separadas apenas por um rio, com distância de apenas 30km de um Centro ao outro, Bento Gonçalves e Veranópolis se mobilizaram para o confronto entre seus times. Os da "Terra da Longevidade" marcharam ao Estádio da Montanha lotando seu espaço. Os Alvi-Anil di Bento não deixaram por menos e foram em peso apoiar o seu time. A partida valia, ainda, vaga à Série C do Brasileiro. Quatro gols, dois pênaltis, três expulsões, uma enxurrada de cartões amarelos e alguns milagres do arqueiro do VEC depois, e o Pentacolor estava classificado para pegar o Juventude. O primeiro jogo será sábado, no Antonio Davi Farina.

Só não perguntem ao vizinho o que ele achou da rodada. O time dele, o melhor do mundo segundo a FIFA, é apenas a sétima força do Rio Grande e ficou de fora das finais. Como presente de aniversário, eles receberam um gol aos 48 minutos do segundo tempo e a eliminação do campeonato. É... Eles esqueceram que ficou mais difícil bater em velhinho depois do Estatuto do Idoso!

Libertadores
É semana da Libertadores. Nossos jogadores já estão em Cúcuta. A possibilidade de Teco começar na lateral-esquerda, a exemplo do que ocorreu em Assunção, é enorme. Provalvelmente, Carlos Eduardo jogará mais aberto pela esquerda e Patrício estará mais solto (não que isso faça uma grande diferença). O problema é o baixo rendimento de Tcheco. Se isso ocorrer novamente, pouco adiantará a transpiração do time. O time deve começar a partida com: Saja; Patrício, Schiavi, William e Teco; Nunes, Lucas, Tcheco, Carlos Eduardo e Ramon; Tuta. O jogo não será fácil, o Cúcuta não é essa moleza que andam espalhando por aí, e eles são obrigados a vencer. Um ponto, quarta-feira, já nos serve.Tenhamos calma e paciência...

Estádio
Saiu nova proposta para o novo estádio do Grêmio. O conselheiro Eduardo Antonini voltou da Europa com o projeto da Amsterdam Arena Advisory, o qual foi mostrado, em primeira mão, pelo Cadeira Cativa, da TV2 Guaíba, ontem à noite. Tchê, nem vou comentar. Aguardem as imagens. Aguardem as imagens! Isso que vam mais uma por aí. Quero ver decidirem qual seguirá adiante depois...

Vizinho
Dizem por aí que o vizinho foi visto passeando pelo centro da cidade em busca de camisas do Caxias, Juventude e Veranópolis para, digamos, aproveitar o que resta do Campeonato Gaúcho para ele: secar o Imortal. Nada que ele não seja acostumado...

Saludos de un bi-Libertador de América e classificado às finais do Estadual,
Paulo Roberto Tellechea Sanchotene - sancho.brasil@gmail.com

4 comentários:

DJ Aldebaran disse...

Sancho, já saiu alguma imagem do projeto apresentado pela Amsterdam Arena Advisory? Pq eu confesso que ainda não vi. O que sei é que eles recomendam que a Arena seja construída em uma área nova, e que tenha capacidade de entre 50 e 55 mil espectadores.

San Tell d'Euskadi disse...

O Antonini mostrou ontem no Cadeira Cativa. É bem parecido com o próprio Amsterdam Arena. Seriam três aneis, o do meio só com camarotes, com capacidade total para 55.000 lugares.

Marcos Cabral disse...

Hoje Portinho aparece.

DJ Aldebaran disse...

E esqueci de comentar: camisa do Caxias o vizinho já tem, da final do Gauchão de 2000. E creio que do Juventude e do Veranópolis ele não vai querer, afinal elas trazem recordações não muito agradáveis.