terça-feira, agosto 21, 2007

ANO I - Número 32



LOW PROFILE


Ao contrário do que o vizinho vive a escrever, sempre vi o Grêmio como um clube necessariamente de perfil baixo. A exceção do campeonato estadual em que ou se ganha ou se ganha e qualquer outro resultado beira o catastrófico – “beira”, pois catastrófico, mesmo, é ficar lá por sétimo –, em todos os demais campeonatos a banca de favorito nunca ficou bem no Imortal.

Ao contrário do que o vizinho vive a escrever, sempre vi o Grêmio como aquele time a cujas vitórias antecedem grandes esforços de superação. Nossas conquistas são glórias sempre suadas, resumidas em luta, garra e sofrimento.

Ao contrário do que o vizinho vive a escrever, o Grêmio nunca foi um Real Madrid ou Flamengo, clubes que tradicionalmente acreditam que basta entrar em campo e todos se vergarão diante de seus “craques”. Conosco é diferente; somos a antítese desse “futebol-estrelismo”. O Grêmio necessita adentrar o gramado ciente que é necessário jogar 101% para conseguir a vitória. O Grêmio não sabe formar equipes cheias de “nomes”; nasceu para ser o azarão, a zebra, a surpresa e, mesmo assim, conquistar títulos.

Sempre que nos esquecemos disso, sofremos. Por isso, é importante manter o foco, jogo a jogo. Assim chegamos à final da Libertadores e é por isso que tenho gosto em ver nosso time jogar. Se acertarmos o pé no segundo semestre, muitos se surpreenderão com o Grêmio neste Brasileiro. Mais uma vez.

Grêmio 2 x 0 Paraná
Vi Marcel, Bustos, Costa, Leo e Hidalgo (meio time!) pela primeira vez. Foram bem, apesar de o peruano ter perdido um gol em cada goleira, no mesmo tempo de jogo. O time está alto na média, o que sempre é importante. Além disso, o jogo valeu pelo espírito de luta dos jogadores. Voltamos a jogar bem; algo que não ocorria desde a partida contra o Santos pela Libertadores. Tcheco e Tuta não jogaram, coincidência?!

A superioridade foi tamanha que quando os jogadores do Paraná perceberam o que passara por cima deles, já estavam tomando puteada do treinador no intervalo do jogo, com dois gols no lombo. Depois da vantagem, baixamos a bola, deixamos o jogo horroroso para se assistir e não tomamos um susto que fosse. Mais três pontos e um fio de esperança no futuro do campeonato.

A arbitragem foi calamitosa. O senhor Antônio Hora Filho deveria aposentar-se no apito. Não nasceu para isso. A expulsão de Diego Souza por dupla advertência é digna de Guinness. O jogador sofre DUAS FALTAS e toma dois amarelos por suposta simulação. A sorte – dele – é que ganhamos.

Fluminense x Grêmio
O nosso próximo adversário já está classificado para a Libertadores. Após uma seqüência de bons jogos, virou o fio e tomou uma inacreditável virada no Mineirão contra o Cruzeiro. Vêm mordidos, mas com a torcida sedenta por recuperação. Renato costuma ganhar do Grêmio, mas perdeu na partida do turno. Não me iludo com um Grêmio desfalcado de D. Souza e C. Eduardo. Será um jogo duro e difícil. Será necessário superar-nos mais uma vez...


Campanha no Brasileiro
Estamos em 6º lugar, com 31 pontos e saldo zerado. Somos a terceira melhor defesa do campeonato (20 gols), atrás do São Paulo e do Fluminense, sendo que DOZE dos 20 gols sofridos foram em 4 jogos disputados com os reservas. Logo, com os titulares tomamos apenas oito gols em 16 jogos. A defesa terminou virgem em onze das vinte partidas do campeonato.

Temos uma defesa sólida como a do líder, mas como os paulistas, também temos um grave problema ofensivo. Nosso ataque é o segundo PIOR do campeonato, sendo que deixou de marcar em OITO (seis fora) dos vinte jogos realizados – descontando os reservas, a relação é 4j (3f) em 16.

Estamos a 3 pontos da Libertadores, mas com um jogo a mais que o Vasco (3º). Além disso, já jogamos duas partidas a mais em casa do que fora. Eu gostaria de acreditar em algo melhor, mas ainda aposto na Sul-Americana.

Contratações e Dispensas
Assunto para a próxima semana, após a (quase certa) saída do Carlos Eduardo.

Vizinho
Um atleta do vizinho foi pego no antidoping. Nenhuma surpresa. Antigamente, ao menos, eles eram – digamos – mais precavidos. Na final do Estadual de 1991, os jogadores se recusaram a fazer o exame. Um vexame histórico do time do vizinho; que lhes valeu o título da temporada!

Saudações de quem ganhou TODOS os churrascos de 2.007,
Paulo Roberto Tellechea Sanchotene –
sancho.brasil@gmail.com





PONTO GANHO

É verdade que o Internacional está numa situação em que se faz necessário ganhar três pontos a cada jogo, custe o que custar, jogue aonde jogar; mas, não se pode negar, o empate com o Botafogo, na contabilidade geral, acabou representando mais um ponto ganho do que dois perdidos. A equipe não jogou bem, tivemos problemas sérios na zaga (Índio fez uma de suas piores atuações com jaqueta rubra), Alex e Ceará foram alas tímidos e a meia cancha não se encontrou (Pinga foi expulso de forma irresponsável e Guiñazu teve atuação discreta). Não há sequer como culpar Iarley e Adriano, solitários no latifúndio quase improdutivo que foi a zona de ataque colorada. Enfim, valeu pelo ponto ganho e por não deixar o Botafogo, adversário direto, abrir vantagem.

TABELA I

O mais preocupante foi o avanço dos adversários. Cruzeiro, Vasco e Palmeiras, nossos principais concorrentes à vaga na Libertadores, venceram. São Paulo confirmou sua condição de favorito empatando com Goiás no Serra Dourada. Santos de Luxemburgo em ascensão. Daqui por diante as crianças saem da sala e os coelhos começam a perder fôlego.

TABELA II

O Colorado tem uma bela oportunidade de chegar no G4 nas próximas duas rodadas. Recebe no Beira-Rio o Atlético-PR, que figura na parte debaixo da tabela e faz campanha fraca e, depois, o Fluminense, de campanha muito irregular. Com duas vitórias subiria para 34 pontos e, no mínimo, encostaria no G4.

DESFALQUES

O grande problema para as próximas partidas são os desfalques. A notícia de hoje dá conta que podemos ter 10 baixas para o duelo contra os paranaenses. Não acredito. No curso da semana, creio que algumas dúvidas não se confirmem, como são os casos de Ceará, Edinho e Magrão. Certo mesmo só as ausências de Wellington Monteiro e Pinga (suspensos).

PLANEJAMENTO

Incrível, estamos quase adentrando no mês de setembro e G Luiggi ainda cogita contratação de um zagueiro e um atacante. Sou contra, acho que com o material de que dispomos dá para chegar no G4. Em caso de emergência, Abel poderá buscar jogadores da base. Como exemplos trago Danny Moraes e João Guilherme (zaga) e Taison e Porcellis (ataque).

PLANEJAMENTO II

Lá na azenha sim há planejamento. Edmilson, Gavillan, Hidalgo e agora Marcelo Labartte. Mas que fixação no Internacional hein ?! É uma inveja danada de nossos jogadores, tanto que não desperdiçam uma chance de contratar nossos “refugos”. O vizinho até hoje não esqueceu do Saraiva (não jogou uma partida sequer lá no Remendão e tirou U$ 500 mil deles).


RÁPIDAS

Dunga acerta em cheio ao deixar Kaká e Ronaldo-inho de bancários no amistoso contra Argélia.

RESUMO DAS NOTÍCIAS DOS JOGOS PARA-PANAMERICANOS (clique aqui).

Para assistir o compacto de Inter x Botafogo (clique aqui)

Esportivo de Bento Gonçalves honrando a tradição gaúcha de boas campanhas na Série C.

América de Natal, Juventude e Náutico, nesta ordem, se credenciam para uma vaga na SEGUNDONA 2008. Flamengo e Corinthians estão realizando campanhas perigosas novamente.

E por falar em SEGUNDA DIVISÃO, o time do vizinho somou mais 3 pontos sobre o Paraná Clube e já lidera disparado a luta pelo título da Mini Segundona (composta por equipes do CLUBE DOS ETERNOS MEMBROS DA SEGUNDA DIVISÃO, mais conhecidos nos estádios como ão ão ão SEGUNDA DIVISÃO!).

Aliás, será que o vizinho, em suas férias, foi a Europa buscar novidades da Arena Fifa ?!

Olha, caso tenha ido, voltou de lá com, no máximo, mais uma maquete.

Suspensão de Tcheco por 3 jogos soou como uma grande piada. Volto a dizer, o fato encontra tipificação no artigo 129 do Código Penal.

Repito o que disse na semana passada, Máquina Colorada, com Abelão no comando, volta a ser pesadelo para inimigos.


Saudações rubras, do ATUAL CAMPEÃO DO MUNDO e DETENTOR DA TRÍPLICE COROA MUNDIAL.

Luiz Portinho – lcportinho@yahoo.com.br

12 comentários:

San Tell d'Euskadi disse...

Quem é Saraiva?!

Guillermo disse...

E a fixação pelo Grêmio continua na beira da lagoa... Portinho vá escolher um time pra torcer e pare de só ficar secando o Imortal.

DÁ-LHE GRÊMIO!!!

San Tell d'Euskadi disse...

Guillermo, a idéia é essa mesma: é para o Porto falar do Grêmio; é para eu falar do Inter.

lcportinho disse...

Saraiva, ex-juniores do Inter, que terminou lá na azenha (qdo. terminou seu contrato no Beira-Rio), nem chegou a jogar por vcs.

lcportinho disse...

esqueci de comentar na coluna desta semana (agente sempre esquece o mais importante)... como estarão as viúvas do Portaluppi esta semana ?

San Tell d'Euskadi disse...

Em se tratando de algo não colocado na coluna, nem fiz menção ao sumiço do FIFA...

Vinicius Grissi disse...

Estou com um novo blog. Gostaria que vocês dessem uma força lá. O Na Cara do Gol continua na ativa, mas agora vou com os dois.

Marcação Cerrada - www.cerrada.blogspot.com

Grande abraço.

Vinicius Grissi disse...

Já está lá o link! Não deixaria de fora...hehehehe

Pode colocar o meu novo por aqui também...

Sobre o seu comentário a respeito do Dunga: foi realmente o primeiro que eu vi até hoje que elogiou o rapaz. Ele é do sul, você também. São parentes tchê?

Filipe Araújo disse...

Legal um blog "grenal". A maior rivalidade do futebol nacional.

dê uma passada lá no meu tb...

http://gambetas.blogspot.com

agora, sobre o elogio ao Dunga. Meu caro, vinícius, porto alegre é um "mundo" parte. Vai entender, né?! jeje...

San Tell d'Euskadi disse...

Alguém reparou como a grande área no Beira-Rio é maior que nos outros lugares?!

Ricardo A. - Colorado em SP disse...

Estou lançando a campanha em prol do parque aquático José Pinheiro borba, vulgo Beira-RIo... hehehehe Só temos jogado lá embaixo dágua e com uma não muito fina lâmina de água no gramado.. Aquilo não é jeito de jogar bola ..

lcportinho disse...

dá-lhe Parque Aquático do Beira-Rio... estamos batendo todos os adversáriso debaixo d´água!