segunda-feira, dezembro 03, 2007

O ano futebolístico acabou, mas o BloGreNal do Mundo Esportivo não entra em férias. Continuaremos a nos confrateinfernizar todas as semanas. Afinal, começou a temporada de "barrigas" da imprensa, e este blogue contará sobre todos os jogadores que NÃO virão, que NÃO sairão e que NÃO ficarão, mesmo as notícias afirmando o absolutamente contrário.

Deixamos duas imagens do espírito BloGreNal, que começa a popularizar-se no Estado:






A redação deseja a todos, gremistas e colorados, um feliz 2008.
(como isso pode ser possível, não nos interessa)




Ano I, Número 47


DE CABEÇA ERGUIDA


Provamos que temos uma grande equipe, formada por profissionais de calibre invejável. As vitórias contra Palmeiras e Cruzeiro, adversários diretos do time vizinho, já eram exemplares de dignidade. E domingo, em Goiânia, foi visível a disposição do Internacional para a vitória, o que ficou escancarado no gol anotado já no começo da partida e nas espetaculares defesas de Clemer nas penalidades (absurdamente anuladas!). O Internacional encerra o ano como um exemplo para o resto do país e como o único clube brasileiro a conquistar um título internacional (a Recopa). Fecho 2007 de cabeça erguida!


MÁSCARA I

O Corinthians chegava na azenha domingo e os repórteres avançaram sobre o Presidente do Timão, Sr. A. Sanchez, para colher impressões. E sabem o que ouvimos em alto e bom som ? “Eu só espero que eles não esqueçam 2003!”. Será que o vizinho poderia nos explicar ?


MÁSCARA II

Respondo: poderia, mas, obviamente, não vai. Por isso eu mesmo explico! Em 2003 o time do vizinho, ameaçado pelo rebaixamento, precisava vencer na última rodada o Corinthians, já sem nada para fazer no campeonato. Adivinhem o resultado ? 3x0 para o time do vizinho.


MÁSCARA III

Mas o futebol cobra em campo, já profetizava F. Carvalho. O time do vizinho foi rebaixado no ano seguinte, em 2004, e o Corinthians está na Segunda Divisão de 2008. As máscaras sempre terminam por cair.


COMOVENTE

Após o final da partida, tanto os torcedores do grêmio na azenha como os do Palmeiras em São Paulo entoaram o famoso “ão ão ão SEGUNDA DIVISÃO!”. Pareceu-me um comovente ritual de boas vindas aos corinthianos no Clube da Segundona, da qual pijamas e palmeirenses são integrantes mais do que conhecidos.


GRUPO SELETO

E, com o rebaixamento do time paulista, restaram apenas 6 clubes no seleto grupo de integrantes da Primeira Divisão. Internacional, Flamengo, Vasco da Gama, São Paulo, Santos e Cruzeiro. O Colorado é o único representante da Região Sul no G6.


CELEIRO DE ASES

Começou hoje a 2ª edição do Campeonato Brasileiro sub-20. Internacional entra na competição com a responsabilidade de defender o título. Em 2005 levantamos o caneco depois de uma goleada solene sobre o time do vizinho, 4x0, com atuações primordiais das então promessas L. Adriano e Pato Alexandre. Um ano depois os guris foram fundamentais na campanha épica do Japão. Quem duvida que a nova fornada do Celeiro de Ases vá nos premiar com mais um título ?


LATERAL DIREITA

Curiosamente, os noticiários mais terríveis para o Colorado neste período de renovações e contratações envolvem a lateral direita. Tanto a renovação de E. Granja como a contratação de Coelho são pesadelos. Não posso acreditar que G Luiggi cometerá tais equívocos.


RÁPIDAS

Magal e Cristian, pelo que ouvi, integram a lista de dispensas. Ufa!

Será que o suplente de vizinho já acordou do sonho ?

Acabou o campeonato brasileiro e teremos um breve recesso de futebol competitivo. Uma boa chance para que o vizinho utilize o seu espaço para analisar os tantos episódios de página policial envolvendo sua agremiação.

A propósito, o jornalista C. Rimoli, do Jornal da Tarde, foi massacrado pela vizinhança na entrada da azenha.

Clube verdadeiramente grande não cai.

E só quem não cai vai para Dubai.

Saudações rubras, do INTEGRANTE DO G6, DETENTOR DA TRÍPLICE COROA e ATUAL CAMPEÃO MUNDIAL.


Luiz Portinho - lcportinho@yahoo.com.br




EPÍLOGO


Neste final de semana encerrou o Campeonato Brasileiro e, com ele, a temporada 2007. Terminou também o ciclo de Mano Menezes no comando técnico do GRÊMIO. O jogo de despedida do campeonato, entre GRÊMIO e Corinthians acabou empatado em 1x1, o que determinou o rebaixamento do alvinegro paulista e fez com que o GRÊMIO terminasse o campeonato na 6ª posição, com 58 pontos, 17 vitórias, 7 empates e 14 derrotas.


O JOGO CONTRA O CORINTHIANS

O GRÊMIO fez um grande esforço para retribuir 2003. Para quem não lembra, naquele ano escapamos do rebaixamento vencendo justamente o Corinthians na última rodada por 3x0. E já começou mesmo antes da bola rolar. Quando saiu a escalação, estava claro que o GRÊMIO não venceria a partida. Lá estava o triunvirato Patrício, Tcheco e Ramon. E, de novo, Bustos foi improvisado na lateral-esquerda. Para completar, o técnico Mano Menezes colocou no lixo todo o trabalho do jurídico do GRÊMIO, que conseguiu absolver o Eduardo Costa e deixá-lo à disposição para a partida. Nosso treinador preferiu escalar o William Magrão.

Quando começou o jogo até começamos bem. Marcamos um gol logo no primeiro minuto do 1º tempo, através de Jonas, que escorou um cruzamento de Bustos. Mas a medida em que o tempo passava e as chances de Libertadores iam embora, uma vez que o Cruzeiro ganhava do América-RN, a produção do time ia junto. Acabamos sofrendo o gol de empate ainda no primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Corinthians só não virou por puro demérito próprio, pois o GRÊMIO apresentou um futebol horrendo, um dos piores que eu já vi, mas o Corinthians conseguiu nos superar na ruindade. No final, o empate combinado com a vitória do Goiás frente ao time do vizinho acabou rebaixando o Corinthians.

De positivo, fica novamente o show da torcida tricolor. Foram quase 38 mil espectadores na tarde ensolarada de domingo. E que mais uma vez dá a prova irrefutável de que horário de futebol é domingo às 16h e o resto é engodo para vender pay-per-view.


REI MORTO, REI POSTO


Desde o anúncio oficial da saída do Mano Menezes vários nomes foram especulados. Até a semana passada, havia uma grande tendência de que Mário Sérgio fosse o treinador para 2008. No entanto, a grande repercussão negativa dentro da torcida do GRÊMIO acabou sendo fatores definitivos para que o nome fosse descartado. Ou seja: a torcida do GRÊMIO demitiu o Mário Sérgio antes mesmo de ele ter sido contratado.

Mas, de especulação em especulação, ontem logo após o final do jogo foi anunciado oficialmente o nome do novo treinador do GRÊMIO para 2008: Vagner Mancini.

Sinceramente, é um nome que não me agrada. Primeiro, porque se trata de uma aposta. E, se fosse para apostar em algum nome, melhor seria fazer o mesmo que foi feito com o Mano: trazer um treinador do interior, um gaúcho, acostumado com a aldeia, e fazer com que ele cresça junto com o GRÊMIO. Um bom nome para isto seria o de Leandro Machado. Seria uma opção até mesmo mais barata, pois o Vagner Mancini vai vir ganhando a mesma coisa do atual técnico do GRÊMIO.

Segundo, porque não me agradam técnicos de fora do RS. Se fosse pra trazer algum nome de fora, que fosse feito o mesmo que em 1977, quando trouxemos Telê Santana. Ou seja, que viesse alguém consagrado, como Paulo Autuori, por exemplo. Em todas as grandes conquistas do GRÊMIO, tivemos técnicos gaúchos: Ênio Andrade (Brasileiro de 81), Valdir Espinoza (Libertadores e Mundial de 83), Cláudio Duarte (Copa do Brasil de 89), Felipão (Copa do Brasil de 94, Libertadores de 95, Recopa e Brasileiro de 96), Tite (Copa do Brasil de 2001), o próprio Mano Menezes... com a exceção a Evaristo de Macedo em 97, quando ganhamos a Copa do Brasil com a base do Felipão em 96, e mesmo assim, soube-se depois que ganharam pois os jogadores desobedeciam ao técnico.

Terceiro, porque ele está lá no mundo árabe, alheio ao que está acontecendo no futebol brasileiro. Vai ter de chegar aqui, se informar dos fatos, e já no começo de janeiro tem pré-temporada. Em 2008, defenderemos o título gaúcho e também a condição de time com o melhor retrospecto da história da Copa do Brasil. E é hora de pensar grande, pois grandes são as expectativas e as exigências do torcedor para com o time do GRÊMIO.

No entanto, torço para que Vagner Mancini tenha uma passagem de sucesso aqui pelo GRÊMIO.


VIZINHO


O vizinho ainda não respondeu um questionamento meu e ainda fica me cobrando respostas.

Mas antes de repetir a pergunta que segue sem resposta, algumas coisas que foram colocadas na coluna dele da semana passada e bastante debatidas nos comentários durante a semana, merecem a devida explicação.

O que ocorreu em 96 foi um jogo entre GREMIO X Goiás, no Olímpico, onde o GRÊMIO alegadamente entrou para perder e prejudicar o time dele. Perdemos aquele jogo, sim. Mas não jogamos absolutamente nada e merecemos perder. Para amenizar a raiva da torcida, que vaiava o time (prova cabal de que ninguém era conivente com o resultado), mandaram colocar no placar a seguinte frase: “Torcedor presente ao Estádio Olímpico: ‘ELES’ estão fora”. Claro que a partir dali virou uma festa. Mas o que o vizinho omite, ou não faz muita questão de lembrar, é que ao time dele bastava vencer o já rebaixado Bragantino para obter a vaga. Acabou perdendo com direito a gol de perna direita do Esquerdinha. Ou seja, dependiam apenas deles mesmos para classificar. Mas, como não foram competentes para isto, mais fácil era acusar o GRÊMIO. Aliás, típico daquela gente de vermelho. Melhor apontar culpados do que reconhecer os próprios erros.

Mas o incrível é que 11 anos depois, também numa última rodada, mas desta vez quem jogava contra o Goiás eram eles, também são acusados de entregar um jogo para rebaixar o Corinthians, quando na verdade bastava ao time paulista vencer um GRÊMIO totalmente inoperante. E daí, vizinho? Entregaram ou não? Se admitirem a entregada, perdem totalmente a moral pra nos acusar de qualquer coisa em relação a 1996.

Mas o questionamento que permanece e ainda não teve resposta é: qual o critério para definir quem tem a maior torcida, uma vez que demos de relho neles em questão de presença em estádios por mais um ano? Tivemos a melhor média de público no Brasileiro entre todos os times da região sul, e o melhor público em um jogo único (GRÊMIO 4x3 Náutico – 39.449 espectadores). As informações estão lá no site da CBF pra quem quiser ver, e olha que nem computaram ainda o público da última rodada.


RAPIDINHAS

Seguimos na liderança do Ranking da CBF. Nesta segunda, foi confirmada a liderança do GRÊMIO, com 1978 pontos, contra 1937 do Corinthians e 1928 do Vasco, segundo e terceiro colocados respectivamente.


O GRÊMIO estreou com vitória por 3x0 frente ao Goiás no Campeonato Brasileiro Sub-20 (que na verdade é sub-19). Os gols gremistas foram marcados por Wagner, Isael e Itaqui.


No final da tarde desta segunda, o presidente Paulo Odone teria declarado que cumprirá seu mandato até o final, e a atual estrutura do departamento de futebol seria mantida. No entanto, Pelaipe teria uma participação menor por dificuldades profissionais.


O GRÊMIO lançou neste sábado uma réplica da camiseta de 1977, como parte das comemorações da conquista do Gauchão daquele ano.


Na tarde desta segunda-feira, foi confirmada a ida do meia Tcheco para o Al-Ittihad.


O GRÊMIO está prestes a renovar o contrato do preparador físico Flávio Trevisan por mais uma temporada. Só faltaria o anúncio oficial. Decisão acertada da direção tricolor!


E nesta semana, finalmente o dinheiro das vendas de Lucas e Carlos Eduardo deve ser liberado.



Saudações do dono do Rio Grande,


Leonel Knijnik (DJ Aldebaran)
Gaúcho por Tradição e Gremista de Coração

9 comentários:

lcportinho disse...

é evidente que o Colorado não entregou o jogo. O Internacional não é clube dessa laia de entregadores!

San Tell d'Euskadi disse...

"Nós entregamos o jogo." (Abel Braga)

---

O Stuttgart jogará a Dubai e já jogou a 2.BundesLiga.

---

O Inter perdeu um pênalti em Bragança Paulista, em 1996.

---

O Inter só disputou o campeonato da Elite Nacional uma vez entre 1959 e 1966...

lcportinho disse...

sancho, não sonha, G6 do campeonato nacional só o Internacional. para dubai só vai quem não cai. o Internacional jogou as ganhas e perdeu, com goleiro pegando 2 penalidades, isso tu nunca vai apagar da história. vcs. entregaram para o goiás em 96, de forma vergonhosa, com direito a letreiro oficial e institucional no placar eletrônico.

San Tell d'Euskadi disse...

Porto,

Esse teu discurso sobre 1996, te credencia à presidência do Corinthians! Tchê, bastava ganhar do já rebaixado Bragantino e vocês perderam até pênalti...

Em 2007, prefiro a opinião de quem já esteve lá, Abel Braga: "nós entregamos o jogo"!

DJ Aldebaran disse...

Sancho, pára de gastar pólvora em maragato!! Agora que eles perderam a moral pra falar do que eles supõem que aconteceu em 96 no jogo contra o Goiás pela 1ª fase, vão ficar vociferando e largando palavras ao vento. Quem dera eu tivesse visto esta entrevista do Abel ANTES de ter acabado de escrever a coluna. Mas semana que vem tem chumbo grosso!!

Maicon disse...

Na verdade, só Flamengo, Vasco, CRUZEIRO e Inter disputaram todos os campeonatos brasileiros, desde que levando em consideração que ele exista desde 71. Em 79, ano em que o Inter foi campeão invicto, São Paulo e Santos não jogaram o campeonato.

Anônimo disse...

maior público do ano:inter e pachuca. maior arrecadação de um clube no brasil em 2007.Filme cotado ao Oscar.primeiro time latino americano a conquista a tríplice coroa internacional e a ser convidado ao torneio de dubai(bem longe de bento gonçalves).Inter único no sul a participar do g6 da primeira divisão.Estádio da copa 2014 .ufa !cansa ser tão gigante ,né...

lcportinho disse...

é isso aí rapaziada rubra, tá perdendo a graça debater com a pijamada.

San Tell d'Euskadi disse...

O Vasco jogará outro torneio, também em Dubai.