terça-feira, fevereiro 12, 2008

Ano II, Número
BloGreNal faz barba, cabelo e bigode!




TIME DE MEIA HORA

Já é um avanço. Em dois jogos consecutivos, fizemos uma apresentação de meia hora muito boa. O Grêmio dominou as ações nos primeiros trinta minutos (como em Caxias), fez dois gols (como em Caxias), perdeu outras chances para fazer o terceiro (como em Caxias) e parou (como em Caxias). Valeu pelo resultado - 2-0 - e, novamente, pelo que a equipe mostrou ser capaz de fazer.

Dos jogadores, o pior foi Pico. Ânderson é um perigo defensivamente. Melhor dizendo, é uma calamidade! Antes dele, prefiro o Hidalgo e o B. Telles. O Pico é atacante (!); nem para meia serve. Como é guri, acho que deveriam lhe ensinar os fundamentos da marcação. Ele não está pronto. Isso era algo que deveriam ter feito na base - aliás, isso é culpa total das divisões inferiores do clube -, como não, o ideal era a existência de uma equipe "B", focada na correção de defeitos e aprimoramento de fundamentos dos jogadores.

Já William foi, LONGE, o melhor em campo. Ainda é um tanto afobado, mas esse vai nos dar muitas alegrias antes de ajudar o clube a pagar suas contas com uma transferência. Marca bem e chega forte no apoio. Além disso, fez um golaço. Ele mesmo admitiu depois que foi sem querer, mas não importa. O toque por baixo e a cobertura do goleiro foram perfeitos, mesmo sem intenção.

A defesa continua sendo o ponto fraco do time; principalemnte, o lado esquerdo. Restou evidente a falha de Pereira no lance da bola na trave (exatamente, o Nóia acetou uma no travessão). Ainda, não creio que tenha acresecentado algo a mais no miolo de zaga. Como eu disse na semana passada, jogar ao lado do Pico não é fácil. Esse foi o maior problema do Wagner e será o maior problema do Pereira. A vantagem é que não se queima um guri.

Estréias
Roger trotou durou 90 minutos, fez uns passes interessantes e só. Como estava calor e fazia tempo que não jogava, lhe dou desconto. Contudo, aviso que o benefício da dúvida pesará sempre contra ele. Não estou tão otimista quanto outros blogueiros gremistas, pois tenho a impressão que falta a Roger aquela gana que o gremista exige de todo jogador do Grêmio (um certo 10 do Boca, que nos trucidou na Libertadores, não duraria 10 minutos no Olímpico). Não se tolera displiscência por aqui. Além disso, para ser o "maestro" do time, aquele meia-armador que organiza a equipe, é necessário saber mudar o ritmo da partida, freiar e acelerar o jogo ao sabor das necessidades, e não vejo Roger com esse perfil. Não nego que seja capaz de "sumir com a bola" quando estivermos ganhando, mas será capaz de botar os colegas e adversários para correr quando estivermos perdendo? A resposta será dada quando as finais chegarem.

Quanto a Perea, a impressão deixada por ele nos 15 ou 20 mnutos em que esteve em campo foram muito boas. Gostei bastante dele. Se movimentou bem e bastante e mostrou habilidade. Além disso, é pegador. Estava sempre ameaçando os zagueiros do Nóia, buscando recuperar a bola. Faltou o gol, mas tem tudo para cair nas graças da torcida.

Soares
Soares chegou e foi apresentado ontem como novo reforço; vem como empréstimo até o final do ano. Jogador rápido, joga na ponta-esquerda. Chega, com algum atraso, para ser o substituto de Carlos Eduardo. Após uma passagem excelente no Figueirense, o atacante de 22 anos não foi bem no Fluminense. É mais um que vem aqui para "se recuperar". Como é jovem e tem vontade, é mais uma bela aposta da direção. Creio que, com isso, o ataque e a meia-cancha estão fechados. Aliás, o grupo está praticamente fechado. Mancini crê ser possível contratar um jogador que jogue tanto na defesa quanto no meio-de-campo, no estilo Polga. Oxalá consigamos. Caso contrário, é com esses jogadores mesmos que enfrentaremos 2008.

Grêmio Jaciara 0 x 1 Grêmio - Quarta, 21h45min, Verdão
O nosso adversário é o atual vice-campeão mato-grossense e líder invicto no seu grupo no atual Estadual. Fez quatro jogos, venceu todos e já assegurou vaga para a Segunda Fase com um turno de antecedência. Ao todo, fizeram 10 gols e sofreram 3, sendo que os atacantes Wellinton e Marcelinho dividem a artilharia com 3 gols cada um.


O clube homenageia o Grêmio em seu nome, distintivo e cores. O jogo será em Cuiabá, onde a torcida do Grêmio certamente se fará presente, e diminui riscos de eventual "fumaceira". Certamente, a meta deles é vir a Porto Alegre e a nossa é impedir que isso aconteça com uma vitória por dois de diferença. Nunca é fácil, mas acho que o time pode, finalmente, vencer a primeira fora de casa da temporada.

Eis o que disse o treinador deles, José Macena, após a vitória de 2 a 0 sobre o CRAC (lembram?!) na última rodada: "Entendo que o confronto desta quarta-feira é bem diferente dos que já enfrentamos pelo Estadual, porém estamos cientes disso e vamos procurar jogar nos contra-ataques, sempre procurando marcação homem-a-homem, não dando espaços para eles... Não podemos nos esmorecer diante deles. Sabemos da nossa deficiência e é importante saber administrá-la diante das circunstâncias, e contra o Grêmio de Porto Alegre é uma delas." (fonte: Diário de Cuiabá)

Eu tinha dito que atualizaria a coluna com comentários após a partida. Fica o registro da vitória de 1-0 e do fraco futebol apresentado. A supresa ficou com o belo futebol do tocaio mato-grossense. Os centro-ocidentais mostraram bela organização tática, muita raça e uma razoável qualidade técnica. Merecem vir a Porto Alegre pelo que jogaram.

Ulbra (5º, 8pts) x Grêmio (2º, 11pts) - Domingo, 16, Complexo
Perde-se o tesão de se falar de futebol com certas notícias, e o fato do Grêmio ter demitido o treinador é uma delas. Trata-se da segunda "pelaipada" do ano (a primeira foi em São Valentim). Vem cá, queriam o quê? Que o time montado as pressas, com guris, refugos e departamento técnico novo saísse a jogar como o São Paulo? Estou sem palavras.

Por enquanto, deixo os seguintes textos que falam por mim: "Grêmio contrata Alfinete"; "A linha tênue entre a preocupação e a histeria"; e "A histeria venceu". Comentarei a despedida de Mancini e a contratação de Celso Roth na próxima semana.

Nem vou falar do jogo contra o Ulbra.


Sobre o Vizinho
Registre-se, primeiro, que inexiste qualquer touca do Grêmio em relação ao Caxias. No ano passado, por exemplo, foram 4 jogos, com TRÊS vitórias do Grêmio; fizemos NOVE gols e sofremos quatro e os eliminamos nas semifinais. A única touca entre Porto Alegre e Caxias é verde e não está sobre a minha cabeça.

Segundo, é ótimo que passe jogos sem a Dupla Gre-Nal na televisão aberta, em horário nobre. Valoriza o campeonato, homenageia as equipes que sustentam o Estadual e anima a torcida dos pequenos e médios clubes do Estado. O gauchão é feito por 16 clubes, não apenas dois. Como provam aliás, as NOVE finais em que não houve Gre-nada nos últimos 13 anos.

Por fim, eu avisei que o "Campeão do Mundo Dubai" crescia quando não eram favoritos. O vizinho veio respeitando o adversário e ganhou fácil. A partida resume-se ao terceiro gol, em que após um balão da defesa, a bola foi picando, picando, passando pelos defensores do Xavante até sobrar limpa para o Iarlei marcar. Ridículo.

Sobre o Último Adversário do Vizinho
Brasil briga para não cair e podemos ter os três grandes de Pelotas na "B" no ano que vem; o que é preocupante e ruim para o campeonato.

Saudações Imortais,
Paulo Roberto Tellechea Sanchotene - sancho.brasil@gmail.com



PLACAR CONVINCENTE

“Olhando o placar parece que foi fácil; mas lá dentro nós sabemos que não foi”. Correta a declaração, ao sair do gramado, de Renan, que depois foi referendada por G. Luiggi. De fato, o placar favorável de 5x0 não espelha o que foi o jogo. E por aí começo a coluna, exatamente porque não gostei do time que vi atuar. Embora ofensivamente tenhamos tido um desempenho razoável (muito auxiliado pela fragilidade da tosca defesa xavante), o conjunto não me satisfez. A defesa segue atuando com três zagueiros em linha (uma heresia no 3-5-2) e no meio tivemos um batalhão de volantes (dessa vez foram 4). A ausência de laterais/alas deixa o time carente de jogadas agudas pelas pontas e vulnerável nos flancos defensivos. De toda forma, a vitória pelo placar contundente de 5x0 e a preservação da idéia central de time são fatos mais do que positivos.

SISTEMA OFENSIVO

Do meio para frente, com Fernandão e Alex atuando como meias ponta de lança, e Iarley mais avançado, formando um triângulo, apoiado pela chegada alternada dos volantes, o rendimento foi positivo. Tivemos triangulações muito interessantes tanto pela direita (W. Monteiro, Fernandão e Iarley) como pela esquerda (Guiñazu, Alex e Iarley).

SISTEMA DEFENSIVO

Mesmo com 3 zagueiros e 4 volantes, permitimos um volume de jogo ofensivo ao adversário que, no primeiro tempo, chegou a colocar em risco a vitória. Além da heresia de postar a zaga em linha, parece que não há qualquer disciplina de cobertura na defesa Colorada. O combate é sempre feito no mano a mano, desde a meia cancha, propiciando vários buracos na defesa. Finalmente, teremos sérios problemas sempre que enfrentarmos equipes que saibam explorar as avenidas criadas pela ausência de laterais.

PADRONIZAÇÃO

Estou satisfeito com a padronização da equipe e espero que A. Braga a mantenha. O time que venceu o Brasil de Pelotas foi o mesmo que se sagrou campeão em Dubai (com a entrada de Edinho por Maycon e de Iarley no lugar do lesionado Nilmar). A inclusão de Bustos no time parece inevitável, mesmo diante das boas atuações de W. Monteiro. Gostaria de ver esse time atuando com um lateral esquerdo de ofício e para tal ingresso sacrificaria Magrão.

INJUSTIÇA I

Adriano é mais um dos tantos injustiçados do futebol. Chegou ao Internacional praticamente anônimo e sem credenciais. Foi ingressando no time em meio às partidas e, rapidamente, se transformou em goleador da equipe, com 8 tentos (mesmo sem jogar mais do que 2 partidas desde o princípio). Começou a temporada como 4ª opção para o ataque e agora já está sendo preterido até mesmo pelo jovem Guto.

INJUSTIÇA II

Todos aqui conhecem minha opinião e meu total apoio ao ingresso dos jovens provindos do Celeiro de Ases, o quanto antes, na equipe. Mas nada justifica esse “escanteamento” de Adriano. Ainda mais quando vejo Gil “Pagodeiro” ingressar na equipe. Assim como Murilo, Chiquinho, João Guilherme e tantos outros, Adriano será mais um jogador que o torcedor Colorado não terá oportunidade de ver atuando, por essas injustiças ocultas do futebol.

AZENHA “FASHION” WEEKEND

O vizinho viveu um final de semana de glória, com certeza. A previsível vitória de seu time contra o lanterna Nóia ganhou contornos de destaque nacional. É claro que não pela qualidade de sua equipe, mas pela transformação do azenhito em cenário “fashion-global”. Com Débora e R. Secco (ou Roger Chinelinho – como é chamado pela imprensa do Eixo) sob os flashes da mídia nacional, o vizinho deve estar delirando.

COTAÇÕES – Inter 5x0 Brasil Pelotas

Renan (9), Orozco (5), Sidnei (5), Marcão (7); W. Monteiro (7), Guiñazu (6), Edinho (5), Magrão (7), Alex (9); Fernandão (6), Iarley (8); Bustos (7), Andrézinho (6), Gil (3). Média 6,42.

Adversário – um dos times mais fracos do Brasil de Pelotas que já vi. Não soube explorar a avenida criada pela ausência de laterais no time do Internacional e nem mesmo as falhas de Orozco e Sidnei fizeram com que o fraquíssimo ataque pelotense tirasse o placar do zero. A defesa é composta de jogadores lentos e limitadíssimos, como o rude zagueiro Alex Martins. Nota 2.

Abel Braga – escalou a equipe campeã em Dubai e não teve chance de desmontar a equipe na segunda etapa, como tem ocorrido, em virtude do placar consolidado. Nota 7.

Melhor em campo: Alex – jogando de meia avançado, como tem de atuar, e sem compromisso com a marcação, anotou um belo gol e participou de praticamente todas as ações ofensivas. Nota 9.

RÁPIDAS

Hoje, 12.fevereiro, comemora-se o aniversário de 19 anos do gNAL DO SÉCULO. Inesquecível. Confira a reportagem sobre o jogo eterno (clique aqui).

Para disputar o título do Campeonato Nacional precisamos contratar um lateral esquerdo.

Tenho insistido na substituição de Magrão por um lateral esquerdo de ofício (liberando Guinazu e Alex de obrigações pela ala), mas tenho de reconhecer que suas atuações recentes têm me contradito.

Inter-SM venceu e é o novo líder, demonstrando que estavam equivocados aqueles que tripudiaram de nosso empate na estréia, lá dentro da Boca do Monte.

A propósito, Ale Menezes marcou novamente, comprovando que é retorno certo quando o assunto é gauchão.

Santos de Leão levou 3x2 do São Paulo de Muricy. A batata de Leão está mais do que assada.

Enquanto isso, no Rio de Janeiro, os quatro grandes são semifinalistas da Taça Guanabara, graças, em muito, ao absurdo regulamento que prevê o mando de jogo de suas partidas sempre no Maracanã. O Rio de Janeiro continua lindo, mas o futebol “carioco” é uma grande piada.

Cruzeiro venceu o Cerro Porteño, em jogo encerrado aos 20min. do segundo tempo, devido aos atos de vandalismo do torcedor “guarany”, e carimbou passaporte para fase de grupos da Taça Libertadores.

Sábado, aproximadamente 17.30h, estou em meu sítio e ligo o rádio (Guaíba, é claro!) para saber das últimas notícias. E ouço um coro uníssono “ta-DEU! ta-DEU! ta-DEU!”.

E, para minha surpresa, não era um grito de descontentamento. Vinha lá do azenhito. Era a pijamada saudando seu novo matador, no momento de sua saída de campo por substituição. Fiquei comovido.

A propósito, P. Pelaipe, que o vizinho carinhosamente passou a denominar de tocaio, se disse desconfortável com alguns meios de comunicação que lhe taxaram de “fanfarrão”.

Esgrimiu sua defesa, basicamente, nas “relevantes” contratações de R. Secco, E. Perea e, o mais recente, Soares.

Tudo bem, e o R. Sóbis, o F. Rochemback, o R.Riquelme, D´Alessandro e os outros jogadores de verdade prometidos ?

Com todo respeito, quem ludibria o público com manchetes de verão, na tentativa de dividir espaço na mídia com quem está conquistando títulos pelo mundo afora, merece a pecha de “fanfarrão”.

Sidnei não jogou bem e cometeu algumas falhas primárias, mas sua postura demonstra que é um zagueiro central nato. É portador dos princípios básicos da posição. Parece que já nasceu vestindo a camisa número “3”.

Além de Adriano, Roger também foi barrado até mesmo do banco de reservas. Há alguma explicação ? E depois cobram motivação dos atletas.

Sábado, 9 de fevereiro, 16 horas, 20 mil pessoas no azenhito. Sexta-feira, 1º. de fevereiro, véspera de carnaval, 19 horas, 20 mil pessoas no Gigante. Preciso comentar ?

MAIOR TORCIDA DO RIO GRANDE! – diz o letreiro na marquise do Beira-Rio.

Saudações rubras, do MULTICAMPEÃO MUNDIAL, INTEGRANTE DO G6 e DETENTOR DA TRÍPLICE COROA MUNDIAL.

Luiz ‘Muhammed Bin’ Portinho – lcportinho@yahoo.com.br

16 comentários:

DJ Aldebaran disse...

Bah, Sancho! Este aí tu literalmente desenterrou!!

Guillermo disse...

Com uma corneta como essa não precisa nem que os vermelhos digam nada.

DÁ-LHE GRÊMIO!!!

Luiz Portinho disse...

1) O Brasil de Pelotas é fraco, mas, certamente, ganharia do Nóia (esse sim chora de tão ruim).

2) não vais comentar a Debby Secco sancho ? Tenho certeza que a pijamada estava ansiosa por isso ao acessar tua coluna.

San Tell d'Euskadi disse...

Porto,

1) Eu não falaria do Brasil se não fosse o Brasil, um dos grandes do Futebol gaúcho. É por isso que não citei o fraquíssimo Nóia na coluna. Mesmo assim, o Anilado pode melhorar com a chegada do Iser, que é uma belo treinador.

2) Um tanto quanto desnecessário e impertinente falar de Deborah (de-bo-RAH) Secco numa coluna de futebol, não?

DJ Aldebaran disse...

Alguns comentários sobre a coluna do vizinho:

1) O Brasil de Pelotas é risível. Os 5x0 realmente não mostram o que foi o jogo. Devia ter sido 9x0.

2) Pelo jeito, o Roger já começou a preocupar o vizinho.

3) As especulações de verão servem justamente pra gente saber quais os jogadores que NÃO virão. Se bem que o Soares era especulação de verão e veio. E tem tudo pra dar certo. Ahn, e em nenhum momento se falou em Riquelme aqui no Olímpico. Tampouco, em Sobis.

4) Letreiro velho e desatualizado este na marquise do pardieirão do aterro, hein?

5) Sábado as coisas voltaram pro lugar. Fizemos o maior público do ano, e em pleno sábado quando todo mundo vai pra praia.

6) E os churrascos, hein?

Por enquanto era isso.

DJ Aldebaran disse...

Aliás, voltando a falar de GREMIO, o Mancini não deve mais manter o A. Pico na lateral-esquerda, e sim montar um esquema diferente de proteção ao Roger Secco. Aquela posição deve ser do Hidalgo, e ele deve fazer uma função parecida com o outro Roger (hoje zagueiro do Flu). É de se ver o jogo de hoje pra ver como vai ficar daqui pra frente.

San Tell d'Euskadi disse...

Dentinho do Beira-Rio, Aldeba. Dentinho...

P.S.: O jogo deles era contra o Juventude, eles vinham de enfiar uma goleada e o tempo estava bom. Já nós...

DJ Aldebaran disse...

E detalhe: muito mais fácil jogo na sexta pro camarada ir no campo, pegar a estrada depois e passar o final de semana na praia, do que jogo no sábado, com ameaça de chuva, com todo mundo na praia... mesmo assim nosso público foi maior. Mas letreiro aceita tudo. Só a FIFA que não aceita o nome dela e manda retirar, mas... mesmo assim eles se orgulham da FIFA.

DJ Aldebaran disse...

Público de GREMIO 2 X 0 Nóia: 18.666 espectadores (16.524 pagantes)

Público de vermelhos 0 X 1 Juventude Touca: 18.099 espectadores (16.123 pagantes)

Fonte: site oficial dos dois clubes mandantes

San Tell d'Euskadi disse...

Tchê,

Por acidente, coloquei no "Café das 5", programa de humor da Pop Rock FM 107,1. Não é que eles lêem um e-mail no ar que dizia mais ou menos o seguinte:

"Ontem, o DJ Aldebaran deu a notícia para o Ramiro de que o Diogo Rincón era do Inter. Hoje, ele assina com o Corinthians. Seria melhor que esse DJ largasse o futebol e ficasse só botando música. Um abraço..."

Quase causei um acidente automobilístico! Sorte que a Alice segurou o volante e fechou a sinaleira.

Mas, vem cá, agora estás dando barriga em assunto do Colorado, Aldeba!?

Mahquequehisso. Hehehehehhe!!

Luiz Portinho disse...

Nao faz papel folclórico Aldebaran, a FIFA confeccionou até um distintivo especial para os CAMPEÕES DO MUNDO. tu não sabe ainda ?

sobre o público, 6a feira, véspera de carnaval, ninguém mais em Porto Alegre... só o Inter mesmo para levar 20 mil pessoas... o mesmo que a tua torcidinha leva em sábado de sol (que ameaça de chuva era essa ? só se tinha uma nuvem negra sobre a tua cachola).

saudações rubras. Porto.

San Tell d'Euskadi disse...

Mas, Porto, até choveu!

DJ Aldebaran disse...

De novo, vamos por partes:

1) Quem mandou eu embarcar nas barrigadas do ClicRBS? Foi merecida a luz alta que eu levei do ouvinte. E detalhe: eu sempre ouço este programa, e desta vez eu não estava ouvindo.

2) Tava nublado na hora do início do jogo. Choveu no 2º tempo. E na ocasião do clássico JuveNal eu estava na praia. A grande maioria das pessoas chegou apenas no sábado.

3) Este símbolo que a FIFA mandou confeccionar só serve pra colocar no mesmo patamar o mundial de vocês e aquele mundial fajuto que o Corinthians ganhou em 2000. E é a FIFA que está dizendo isto. Eu teria vergonha disto, e não orgulho.

4) Aliás é sempre bom lembrar que a FIFA mandou retirar o seu nome do letreiro alusivo ao mundial de vocês!!

5) Que o Jaciara ia fazer uma Copa do Mundo contra o GREMIO, que eles iam fazer o jogo da vida, o mais importante da história do clube, isto era pedra cantada. Na edição 50 do BloGreNal eu abordei rapidamente o assunto. Agora os jogadores vão poder andar de avião, muitos deles pela primeira vez, e por conta da CBF; irão vir ao Olímpico; poderão tirar fotos; e voltarão felizes se perderem de pouco.

DJ Aldebaran disse...

Só sei que cada vez mais eu estou engajado na campanha "FORA PELAIPE"!!

DJ Aldebaran disse...

Acho que o colombiano vai pro banco. Com a estréia do Soares e se o Julio dos Santos tiver condições legais de jogo, o time pra quinta contra o vice-líder Esportivo será Victor; P. Sergio, Leo, Pereira e Thiego; E. Costa, W. Magrão (Adilson), Julio dos Santos e Maylson; Roger e Soares. Ou o C. Roth entra com três volantes e mais o Julio dos Santos. Quinta eu vou lá conferir.

Luiz Portinho disse...

que baba hein Aldebaran!