terça-feira, julho 29, 2008

Ano II, Número 80

HÁ 25 ANOS

A segunda-feira, 28 de julho de 2008, foi uma data para relembrar grandes glórias para a grande nação tricolor. Afinal, neste dia, completava-se 25 anos que o GRÊMIO conquistava a América pela primeira vez.

Foi uma campanha difícil, com momentos de puro heroísmo, como a famosa batalha de La Plata, ou o pênalti defendido por Mazaropi no jogo do Olímpico contra o América de Cali, ou a vitória em cima do Bolívar e da altitude de La Paz, que foi fundamental para a classificação do GRÊMIO para a segunda fase da competição.

Foram dois jogos duríssimos contra um adversário acostumado a decidir Libertadores: o Peñarol, que defendia o título. Depois de um empate no Estádio Centenário, em Montevidéu, a finalíssima foi disputada no Estádio Olímpico Monumental.

Um público de mais de 80 mil pessoas assistiu o GRÊMIO vencer por 2x1 o Peñarol e se sagrar campeão da Libertadores da América pela primeira vez, em uma noite gelada de inverno. Os gols foram marcados por Caio e César.

O GRÊMIO jogou com Mazaropi; Paulo Roberto, Baidek, De León e Casemiro; China, Osvaldo e Tita; Renato, Caio (César) e Tarciso.


E AGORA, LÍDER DO BRASILEIRO

O GRÊMIO aplicou uma goleada histórica no Figueirense e atingiu a liderança do Brasileiro. Vencemos por 7x1 em pleno Orlando Scarpelli. A maior goleada da história do GRÊMIO no Brasileirão e também a segunda maior goleada aplicada por um visitante na história do Campeonato Brasileiro, só perdendo para os 7x0 aplicados pelo Cruzeiro em cima do Bahia na última rodada do campeonato de 2003, na Fonte Nova. Os gols foram marcados por Perea (3), Marcel e Reinaldo (3).

No domingo, sob uma forte chuva, empatamos em casa com o Palmeiras. Foram mais de 38 mil espectadores no Olímpico, pra ver o GRÊMIO enfrentar o mau tempo e uma arbitragem que aceitou a cera do Palmeiras, que claramente veio pro Monumental a não jogar. Prova cabal de que o líder do brasileiro é o time a ser batido, e que a partir de agora os outros times vão jogar diferente contra nós. O resultado não foi bom por si só, mas o empate sem gols do Flamengo frente ao Botafogo nos manteve na liderança do campeonato, com 29 pontos. Há 4 rodadas do final do turno, igualamos o desempenho de 2006 e superamos o de 2007.

O time melhorou com a entrada de Anderson Pico na ala esquerda, sendo ele o autor do gol de empate contra o Palmeiras. Felipe Mattioni também jogou muito bem contra o alviverde paulista, já que Paulo Sergio não jogou por ter levado o 3º cartão amarelo contra o Figueirense. No entanto, ele deve retornar contra o Coritiba. Mas o fato é que Mattioni causou um problema para Celso Roth. Eu digo e repito: o guri ta pedindo passagem neste time.


PROJETANDO OS PRÓXIMOS JOGOS

Nesta quinta-feira retornaremos ao Couto Pereira depois de 4 anos. O último confronto entre GRÊMIO X Coritiba aconteceu no ano de 2004, já que em 2005 nós estávamos na série B, e quando retornamos, foi o Coxa que caiu. Retornou este ano ao convívio dos grandes. E o técnico Dorival Junior vem fazendo um bom trabalho à frente do alviverde da capital paranaense. O Coritiba ocupa hoje a 7ª posição, com 23 pontos.

Não será tarefa fácil bater o Coritiba em seus domínios. Não vencemos lá desde 2001, em partida válida pelas semifinais da Copa do Brasil. Pelo Brasileiro, a nossa última vitória lá foi em 2000, ano da Copa João Havelange. Mas se o GRÊMIO vem quebrando tabus e surpreendendo fora de casa, ficamos na torcida para que o nosso tricolor traga os 3 pontos na bagagem quando voltar da capital paranaense.

E no domingo, às 16h, mais uma promessa de casa lotada em outro jogo de 6 pontos. Enfrentaremos o Vitória, do técnico Vagner Mancini, que se encontra hoje numa surpreendente 4ª posição, apenas 3 pontos atrás do GRÊMIO. E que pare de chover até lá, já que a previsão é de chuva para toda a semana.


PENSANDO GRANDE, MAS JOGANDO PEQUENO

E aí, vizinho? Quero ver o que tu vais dizer agora sobre pensar grande, depois do futebolzinho mixuruca que vocês apresentaram contra o lanterna do campeonato. Depois do maior páreo corrido do campeonato, que é o tal do São Paulo do Burricy, o castigo veio a galope e o Ipatinga fez o crime! O vexame só não foi maior porque este time do Ipatinga é muito ruim!


RAPIDINHAS

O GRÊMIO tentará liberar a condição legal de jogo dos meias Souza e Orteman já para a partida contra o Vitória no domingo. A janela de transferências abre no dia 3, domingo. No entanto, uma ação conjunta dos clubes frente à CBF tenta liberar as inscrições para a primeira rodada do mês de agosto.


Seria um meio de amenizar o absurdo que é esta tal janela de transferências, que impede que um jogador entre, mas não que saia.


Foi divulgado no site da CBF o desdobramento das datas para as rodadas 20 a 30 do Campeonato Brasileiro. Começaremos o returno jogando no domingo, às 16h, contra o São Paulo. O clássico GRE-nal do returno está marcado para domingo, 28/09, às 18h10min.


O GRÊMIO colocou a venda um pacote de ingressos para o returno do Brasileirão. Quem estiver interessado, pode comprar pela Internet, através do site www.gremio.net, ou no Estádio Olímpico.


Boa iniciativa do GRÊMIO, mas a CBF poderia colaborar e divulgar logo o desdobramento de todo o returno, já que usualmente eles divulgam o turno antecipadamente, por força do Estatuto do Torcedor, mas o returno eles divulgam em prestações.


Além do Espanyol, o PSV Eindhoven também deve apresentar proposta pelo zagueiro Leo. Estima-se que a oferta dos holandeses gire em torno dos 8 milhões de euros.


A coluna desta semana é dedicada à memória do meu amigo Luiz Fernando Bindi, torcedor palmeirense e juventino, que nos deixou prematuramente nesta terça-feira, 22/07/2008, vítima de um infarto fulminante. Bindi nos deixou cedo, aos 35 anos de idade. Para ele, seus amigos e sua família, muita luz neste momento tão difícil.


Saudações imortais do líder do campeonato,

Leonel Knijnik (DJ Aldebaran)
Gaúcho por Tradição e Gremista de Coração



CARTEIRAÇO, CASTIGO e TROPEÇO

Quem foi ao Gigante da Beira-Rio na quarta-feira, ou mesmo assistiu à vitória triunfal sobre o São Paulo pela televisão, tinha uma certeza: aquela equipe que entrou em campo seria mantida e, com ela, o Internacional entraria em campo para vencer o Ipatinga. Porém, entramos com Magrão e Marcão, que voltaram à equipe no carteiraço, em detrimento de Andrezinho e Ramón. E assim, com três volantes e sem a mínima criatividade, o futebol nos castigou, tropeçamos diante do lanterna e deixamos escapar três pontos que podem ser fundamentais lá no final da caminhada.

O EVIDENTE I

A vitória contra o São Paulo foi daquelas de deixar o torcedor com a certeza de que a equipe tem plenas condições de chegar ao título. Ângelo e Ramón nas laterais. Dois zagueiros (Índio e D. Moraes). Edinho e Guiñazu no papel de cães de guarda; Andrezinho e Alex na criação, mais Taison e Nilmar avançados, tivemos inúmeras oportunidades de gol. Não demos qualquer chance ao time de Muricy.

O EVIDENTE II

Quando vi Magrão de volta à meia cancha e o INTERNACIONAL pressionado pelo Ipatinga, vaticinei: vai esperar tomar um gol para trocar o Magrão pelo Valter. Não deu outra, Tite assistiu inerte ao INTERNACIONAL ser massacrado e constrangido a ficar em seu campo. Pior, quando agiu, trocou seis por meia dúzia ao substituir Edinho por Maycon. E trocou Magrão (de atuação ridícula) por Valter depois de sofrer o gol. Será que é isso que se ensina nesses cursos para treinador ?

CARTEIRAÇO

Para quem imaginou banimento do carteiraço no Beira-Rio com a saída de A. Braga e o retorno de F. Carvalho, ledo engano. A praga voltou, em dose dupla. Nem mesmo as boas atuações de Ramón e Andrezinho e o perfeito funcionamento do sistema de jogo com 2 meias armadores e 2 atacantes foi capaz de barrar o retorno de Marcão e Magrão, NO CARTEIRAÇO.

CLUBE DA SEGUNDONA

Tchê, no sábado presenciei demonstração incrível da abrangência nacional do Clube da Segundona; mais que isso, da união de seus integrantes. Fui a um boteco assistir ao jogo contra o Ipatinga. A partida transcorria, daquele jeito que todos sabem. Daqui a pouco sai o gol do Ipatinga e um cidadão, em grito solitário, vibra como se ganhasse a Copa do Mundo. Demorei a perceber. Lá estava mais um integrante do CLUBE DA SEGUNDA DIVISÃO. Só por aqui, nos Pampas, já são quase 40% da população gaúcha.

DNA ARROGANTE

O vizinho fica enlouquecido a cada semana que eu ponho o dedo na sua ferida e desmascaro episódios que escancaram o DNA ARROGANTE dos azenhanos. Pois ontem assistia ao pós jogo do SPORTV e lá pelas tantas veio à baila o tema R. Portaluppi. E o comentarista R.M.Prado foi enfático: “precisa perder a arrogância”. Impossível R.M.Prado, está no DNA do cidadão.

RÁPIDAS

G. Nery e o goleiro Ricardo, ex-Caxias, já foram apresentados.

D. Carvalho desembarca em Porto Alegre esta semana. Grande contratação! Além de craque, é Colorado de berço.

D´Alessandro também pode desembarcar, só dependendo de acerto final entre seu clube, o Zaragoza, e o grupo de empresários que detêm parte de seu passe.

Falei do Clube da Segundona. Podem apostar que o vizinho também estará solidário com seu co-irmão Ipatinga.

Mas uma coisa eu não vou admitir: que o vizinho fale que o Ipatinga é lanterninha da competição em tom pejorativo. Não, isso não podes fazer vizinho, porque tens a lanterna em teu currículo, no glorioso ano do rebaixamento de 1991. Olha a coerência rapaz!

Saudações rubras, do MULTICAMPEÃO MUNDIAL, INTEGRANTE DO G6 e DETENTOR DA TRÍPLICE COROA MUNDIAL e DONO DA ALDEIA (38*).

Luiz Portinho - lcportinho@yahoo.com.br

12 comentários:

jo disse...

único dos clubes de porto alegre que amargou não uma mas 2 vezes a lanterna da competição nacional de primeira divisão.a primeira por pontos e a segunda com 3 rodadas de antecedencia em 2004(aliás, por curiosidade,até a 14 rodada enter os os anos de pontos corridos ,foi a segunda melhor campanha da pijamada só superada por esta que estamos jogando agora ou seja,falta muito ainda pijamada...).Só por curiosidade,vai ter comemoração e lançamento da caneta de ouro pros torcedores pelo aniversário de 17 anos da viradinha de mesa 1991?

Luiz Portinho disse...

o time da vizinhança, pasmem, é o único que chama de batalha uma partida que entregaram 3x1 com o adversário atuando com 7 jogadores... e o mais incrível, 2 gols anotados por eles foram em claro impedimento. pífio!

jo disse...

comico e ridículo foi o peninha no sport tv dizendo que o de leon sangrou mesmo não foi o prego na taça que o jacu uruguaio tacou na cabeça.tche ,tem o depoimento rindo do tita(pra mim o melhor jogador deles naquela libertadores) falando disso e pasmem!!,a imagem do debilóide uruguaio no momento do king kong e nem assim o surtado biógrafo gremista admite...É O DNA PORTINHO!

jo disse...

SOBRE A ATALHA DE MAR DEL PLATA COM OS MACHÕES TABAJARAS SE BORRANDO E TOMANDO DOIS NA COLA COM 4 A MAIS QUE O ADVERSÁRIO,SÓ NÃO PERDERAM PORUE FALTOU TEMPO POIS LEVARAM SUFOCO ATÉ O FINAL...

DJ Aldebaran disse...

Me admira o Porto ir atrás de um tipo que nem o tal Renato Flamengo Prado. Se fosse o Josué, seria compreensível.

Aliás, batalha mesmo é perder de 1x0 pro Ipatinga-ga-ga-ga-ga!!

jo disse...

quem lembra de título há 25 anos atrás é que é gagá ou porteiro de museu!troco:anapolinannanana

gremio1903 disse...

Então imagine o tão falado título de 1979, não é Jo? Já é caso de internação, segundo a sua teoria "inteligente". Hahahahahahaha!

Bruno disse...

Ops. Fui eu que enviei, só para avisar. ;-)

DJ Aldebaran disse...

Não vejo ninguém na minha frente!

Luiz Portinho disse...

a inveja do invicto de 79 nunca terminará!
o aldebaran não vê ninguém na frente, mas saba que no retrovisor tá cheio de gente.

gremio1903 disse...

Não tenho inveja não, Porto, mas respeito o título de 1979 e sei que é uma grande conquista. Só não é uma grande conquista para o seu colega Jo. Afinal, ele quis dizer que o nosso título não vale grande coisa por ter 25 anos, então, imagine o título de 1979, que tem 29 anos?

Bruno disse...

Droga! Fui eu de novo.