terça-feira, julho 22, 2008

Ano II, Número 79

-

PENSANDO GRANDE

Os rumores sobre contratações de D´Alessandro, D. Carvalho e G. Nery, sem dúvida, revelam que o INTERNACIONAL pensa grande para o Ano do Centenário. Aliás, desde o retorno de F. Carvalho aos vestiários, o clube demonstrou sua intenção de não deixar ruir o projeto de montagem de um grande grupo para a classificação à Taça Libertadores. Aliado a tais atos, o torcedor está pegando junto; já somos 78 mil sócios e, muito em breve, o antes impensável número de 80 mil associados ficará para trás. 2009, certamente, será um ano histórico!

REGULARIDADE I

Definido o sistema de jogo e a equipe base, o INTERNACIONAL engrenou um time coeso e iniciou uma campanha regular. A subida na tabela de classificação foi decorrência lógica. Já estamos entre os sete e, em breve, ingressaremos no G4 de forma definitiva. Vencer em casa e empatar fora é campanha para tal. A questão é vencer ao menos duas partidas fora, para compensar o vacilo inicial.


REGULARIDADE II

Insisto na importância da definição de um sistema de jogo lógico (o 4-4-2) com abandono definitivo do malfadado sistema de três zagueiros. O setor defensivo está tão sólido que nem mesmo a lesão de Sorondo foi capaz de miná-lo. Pelo contrário, D. Moraes ingressou na quarta zaga e apenas deu seguimento às boas atuações.


GURIZADA MEDONHA

Não canso de exaltar a gurizada do Celeiro de Ases. Renan está com a Olímpica rumo a Pequim. Valter ‘Claudiomiro’, Guto, Maicon, Titi, Ramón e Taison compõem o grupo principal. E ainda estão por subir o arqueiro Agenor, o zagueiro Pessanha, o jovem meia Éderson e Sandro, um baite d´um volante. A safra 2008 é excelente!


RÁPIDAS

G. Nery será apresentado na 4ª feira. Assina contrato de risco, com prêmio por partidas e possibilidade de rescisão unilateral do vínculo por parte do clube.

Negociação para a volta de D. Carvalho, por empréstimo de 1 ano, está bem encaminhada.

Jornais argentinos já noticiam a vinda de D´Alessandro para o INTERNACIONAL. Só falta a liberação definitiva do Zaragoza.

Enquanto isso, Guiñazu pode fazer sua despedida contra o São Paulo.

O Inter abriria mão do gringo e aceitaria proposta de U$ 4,5 milhões do árabes para manter Alex no grupo.

Uma coisa é certa: Guiñazu deixará saudades no Beira-Rio.

Será que nunca chegará ao Beira-Rio a tão sonhada proposta por Edinho ?!

Tchê, o vizinho vestiu a roupa de coelho, definitivamente. O que era o rapaz, na última semana, se vangloriando porque o seu goleirinho é Bola de Oro da Placar ?!

Mas alguém poderia avisar o vizinho que ainda faltam mais de 20 rodadas para terminar o certame. Pobre rapaz!

Ah!, sugiro ao vizinho, também, que vá conferir o histórico da Bola de Prata da Revista Placar. Vai tomar uma ducha de água fria quando se deparar com a galeria do INTERNACIONAL, uma das maiores do prêmio. Só o Taffarel, para ficar na posição goleiro, deve ter ganho 2 ou 3.

Vai te enxergar o coelhão!

Saudações rubras, do MULTICAMPEÃO MUNDIAL, INTEGRANTE DO G6 e DETENTOR DA TRÍPLICE COROA MUNDIAL e DONO DA ALDEIA (38*).


Luiz Portinho - lcportinho@yahoo.com.br


ESTÁ VIRANDO ROTINA

Neste sábado, mais um show da torcida gremista no Estádio Olímpico. Mais de 31 mil pessoas presenciaram a melhor atuação do GRÊMIO neste Campeonato Brasileiro em uma partida que valia a vice-liderança do campeonato. Dentro de campo, vencemos o Cruzeiro por 1x0, e agora estamos apenas a 1 ponto do Flamengo, que perdeu duas partidas seguidas.

Até o fechamento desta coluna, o site da CBF indicava um público total nos jogos do GRÊMIO de 166.063 espectadores, e uma média de 27.677 por partida. Isto que ainda não haviam sido computados os números de GRÊMIO X Cruzeiro. Isto faz do GRÊMIO o segundo melhor público da série A do Brasileiro, só perdendo para o Flamengo. O Olímpico também é o estádio com melhor média de público entre todos os participantes da série A, seguido por Maracanã (25.432) e Ilha do Retiro (21.897). O site da CBF leva em consideração apenas público pagante.

Aliás, gostaria de perguntar ao vizinho qual a posição do time dele nesta tabela.


OS PRÓXIMOS CONFRONTOS

Neste domingo, contra o Palmeiras, espera-se no mínimo 35 mil pessoas, e motivos para isto não faltam. O jogo é às 16h e a meteorologia prevê tempo bom para o final de semana. Além do fato que é outro jogo de 6 pontos, contra um adversário direto em nossas pretensões para este campeonato. E, claro, jogos contra o Palmeiras sempre são clássicos, e trazem à memória do torcedor aqueles grandes confrontos da década de 90.

Antes, temos uma parada duríssima contra uma velha touca gremista: o Figueirense, de quem não ganhamos lá no Orlando Scarpelli desde 2002. O time catarinense está em ascensão, de técnico novo, e um ponto é lucro neste jogo. E nosso retrospecto recente contra eles não é nada favorável. Cinco derrotas nos cinco últimos jogos. Nossa torcida é pra que consigamos exorcizar mais esta touca. Principalmente porque uma vitória, combinada com um empate do Flamengo (enfrenta a Portuguesa no Canindé) nos deixaria na liderança isolada do campeonato. O jogo é quinta, às 20h30min.

Até o final do turno ainda enfrentaremos Coritiba (fora), Vitória (casa), Ipatinga (casa) e Atlético-MG (fora). E entre o final do turno e início do returno, ainda tem o primeiro GRE-nal pela Sul-Americana.


OS JOGOS DA SEMANA PASSADA

Na quarta-feira passada, deixamos dois pontos escaparem lá no Recife frente ao Sport. Enfrentando um gramado pessimamente conservado, o GRÊMIO cedeu o empate duas vezes ao rubro-negro pernambucano, em duas jogadas iguais, fazendo faltas bobas perto da área. Cobrança de Fumagalli, desvio do zagueiro Durval e gol do Sport.

Daí no sábado, a excelente atuação do GRÊMIO que culminou no resultado frente ao Cruzeiro, quando o resultado não diz o que foi o jogo, uma vez que pelo número de gols perdidos, poderíamos ter feito um placar mais elástico.

Sobre este jogo, algumas considerações a fazer: primeiro, o time recuou após fazer o primeiro gol, mas a marcação funcionou bem e no primeiro tempo o goleiro Victor fez apenas intervenções. A situação foi corrigida após o final do 1º tempo, e na segunda etapa o time voltou a atacar. Segundo, sobre a modificação feita por Celso Roth, tirando André Luis, de atuação regular, para a entrada do volante Makelelê. A entrada dele foi providencial, pois assim o GRÊMIO recuperou o meio-campo. E por fim, o sufoco desnecessário que tomamos no final da partida. Ainda carecemos de um time mais cancheiro, mas uma orientação do técnico pode ser o diferencial nesta hora. Havia sido noticiado que o Cruzeiro havia feito gols nos acréscimos nos 3 jogos que antecederam o confronto de sábado. Por isso também a preocupação da torcida. Mas no final ganhamos os 3 pontos merecidamente.


SOBRE VIOLÊNCIA DE TORCIDAS

O vizinho havia me cobrado semana passada um posicionamento sobre dois torcedores do time dele que foram assassinados por uma rixa com dois gremistas. Apesar da generalização dele, vou me manifestar pra provar que eu, ao contrário dele, não fujo da raia.

Eu pertenço a uma imensa maioria de torcedores, que gosta de ir ao estádio assistir ao seu time sem confusão. Que gosta de participar de uma boa discussão sobre futebol, que tenho amigos torcedores dos dois times, com quem eu discuto futebol com civilidade.

Sabemos que há marginais travestidos de torcedores não só aqui no Brasil, e sim no mundo inteiro. E sabemos que a grande maioria da torcida abomina estes atos de violência, sendo eles de que lado vierem. Eu, como integrante desta maioria, também abomino qualquer ato de violência praticada dentro ou fora dos estádios.

E da mesma forma que eu abomino violência, merece todo o meu repúdio a tentativa do vizinho de generalizar, de dizer que todo o torcedor do GRÊMIO é marginal, como se só houvessem santos do lado vermelho da força. E pelo jeito não é uma prática só dele, haja vista as faixas ostentadas pela torcida deles, mencionadas na coluna vermelha da semana passada.

Portanto, diga não à violência. E diga não às generalizações.


RAPIDINHAS

O centroavante Perea pode estar perdendo a titularidade no time do GRÊMIO. Com apenas 3 gols marcados no Brasileiro, o colombiano não vem tendo boas atuações e deve deixar o time para a volta de Marcel, que cumpriu suspensão contra o Cruzeiro.


O zagueiro Leo está próximo de deixar o GRÊMIO. O Espanyol estaria por apresentar uma proposta de 4 milhões de euros por 60% dos direitos federativos do zagueiro.


Sinceramente, acho pouco. Em minha opinião, Leo deveria sair por no mínimo 7 milhões de euros.


O uruguaio Orteman já conseguiu regularizar sua condição de trabalho e deve começar a treinar com o grupo do GRÊMIO nesta terça. No entanto, deve fazer sua estréia apenas em agosto, quando da reabertura da janela de inscrições de jogadores oriundos de fora do Brasil.


Nesta segunda-feira houve importante reunião para o futuro do Projeto Arena. Estiveram reunidos com o secretário municipal de planejamento, Ricardo Gothe, representantes do GRÊMIO e do consórcio TBZ-OAS, além de assessores da prefeitura de Porto Alegre. Na próxima semana, deve sair o parecer desta secretaria em relação ao projeto, assim como a documentação do consórcio português.


Agora a aposta é: em quem o ET estará incorporado na próxima partida? Sábado ele incorporou no Paulo Sérgio, que fez sua melhor partida com a camiseta do GRÊMIO.


Saudações imortais do 1º colocado no ranking oficial da CBF,

Leonel Knijnik (DJ Aldebaran)
Gaúcho por Tradição e Gremista de Coração

23 comentários:

jo disse...

aldebaran fala verdade principalmente para esta gurizada negra que torce pro gremio e não sabe porque(aliás é o único time no mundo que não sabe -ou tem vergonha por causa da comparação com o nome do rival?-do próprio nome portoalegrense e não gremio)!O gremio foi fundado por alemães racistas a tal ponto(ver do lupicínio rodrigues)que o campo onde foi a baixada gremista foi doado com a condição que o time da azenha jamais tivesse negros no time!O último time a aceitar negros no país tem que sempre pairar alguma dúvida a respeito desta questão como no caso do conselheiro tricolor josias barrado dentro do clube ou as facções neo nazistas que a polícia pegou com a camiseta do gremio.Obviamente que são minorias porque ainda acredito que o preconceito racial tenha esta expressão mas o que surpreende é a negativa e a omissão da direção do teu clube...E não podemos negar que a questão racial no rio grande do sul(vide a traição de porongos na guerra do paraguai) é secularmente mal resolvida!portoalegrense(sabes disto!)sempre foi o time da elite branca economica e o inter desde sua fundação sempre foi o time do povo e dos negros do rio grande com muito orgulho!

jo disse...

há um depoimento do lupicínio rodrigues que confirma todo o esforço que os negros tinham que fazer para poderem se aproximar desta elite economica através do portoalegrense (o caso dele,particularmente) e a resistencia oferecida(inclusive nos estatutos do clube havia recomendações para que indivíduos de cor não frequentassem as dependencias sociais)

San Tell d'Euskadi disse...

Krug, me defina "negro" antes de desfilar asneiras, por favor...

jo disse...

tu achas que teu conselheiro do teu time disse asneiras?tem bo comprovando isto que eu disse...tu deve ser daqueles contra as cotas ,né?

jo disse...

a teoria racial do aldebaran é da revista veja com seu racismo enrustido...

DJ Aldebaran disse...

Matungo, não vou te responder simplesmente porque tu és um ignorante que provou que nada sabe ameu respeito. Portanto, vá plantar batatas!

San Tell d'Euskadi disse...

Krug, a poli'tica de cotas, ela e' essecailmente racista, pois parte do princi'pio que ha' diversas rac'as humana e que ha' algumas em posic'a~o de inferioridade em relac'a~o as outras. De certa forma e' aceita'vel na cabec'a das pessoas por ter uma conotac'a~o positiva, mas parte do mesmo paradigma que permitiu a segrega'c~ao em primeiro lugar. Qum defende as cotas sa~o "racistas do bem", mas ainda assim, "racistas", como o seu caso.

Algue'm na~o-racista SO' PODE SER CONTRA AS COTAS, pois na~o se coloca no mundo como "branco", "negro", "mestic'o", "bugre", "vermelho", "amarelo", etc. Se sente apenas humano e IGUAL a outros seres humanos.

O que importa a cor da pele de Lupici'nio, Nigri, Everaldo, Gessy, Renato, Ai'rton ou Ortunho?! Todos fazem parte da Histo'ria do Imortal, todos contribuiram para a sua grandeza, todos eles GRANDES SERES HUMANOS. Como outros que na~o citei, mas que poderia ter citado. E e' isso que importa, na~o essa sua visa~o doente e distorcida que coloca na etnia, na pele, valores a serem prezados.

O bem, a virtude e o conhecimento na~o distinguem pessoas, Josue'.

E o fato de trazerem essas distinc'oes rasteiras e falsas para o mais igualita'rio e democra'tico esporte que ha', um esporte o qual dedico boa parte do meu tempo, me entristece demais.

Na~o vou lhe proibir de continuar sendo racista, Krug; mas NUNCA vou deixar que ME chame do que VOCE E'.

Um abrac'o.

Luiz Portinho disse...

sancho, a grande questão é que o racismo foi prática institucional no teu clube. isso é fato! mais, o problema maior é que, ainda hoje, práticas racistas são comuns lá na azenha, como, por exemplo, os cânticos que se ouve da geral. ou isso é mentira ?!

jo disse...

a grande ignorancia quando se fala racismo é que parece que não houve uma história com h viu sancho?(também tão acostumado como gremista que é com estórias com e)!Portinho mais uma vez tem o fato inconteste:é política institucional do clube da azenha e a história mostra quem pratica racismo no futebol gaúcho!quem nasceu junto com o viés cultural do carnaval (coisa de negro ,viu sancho?) e quem nasceu da iniciativa de um alemão que queria um clube de futebol para as familias de bem frequentarem...(sic!)deves ficar muito triste né sancho pois hoje entram 13 vezes mais negros e afrodescendentes na universidade antes tão casta e garantida forma das familias brancas terem a sua reprodução social garantida com o diploma superior do filho!aliás branco faz na entrada já que na saída é mais dificil pois eles não largam o osso!!

DJ Aldebaran disse...

Porto, eu gostaria que você apontasse onde estão as menções racistas nos cânticos da geral, apresentando o trecho da letra da música onde está a tal menção. Pois eu digo que não há nenhum trecho que tenha conotação racista em nenhuma música entoada pela Geral.

jo disse...

chora macaco imundo o teu time não ganha de ninguém...tu nunca escutasse isto ,né sancho?

Luiz Portinho disse...

o aldebaran só pode estar se fazendo... "chora macaco imundo"... tu tá te fazendo de gaiato aldebaran ?

DJ Aldebaran disse...

No momento em que voces adotaram o macaco, cantam nos estádios "ah, eu sou macaco", tem um torcedor que se veste de macaco no meio da torcida de voces, e tem uma torcida chamada macaco, o pobre símio deixou de ser conotação racista. Vocês adotaram o macaco e nós não podemos chamá-los assim sem levar pecha de racista! Olha o DNA INCOERENTE aí, gente!!

San Tell d'Euskadi disse...

Porto, Porto...
Isso e' fato e na~o nos orgulhamos disso. Como e' fato que voce^s praticaram a mesma poli'tica por uma de'cada e o negam!

Tche^, fatos histo'ricos sa~o relembrados para ensinar-nos; na~o para manter revanchismos baratos ou alimentar orgulhos ridi'culos. O RS e o futebol gau'cho sa~o maiores que essas questiu'nculas. Sequer vale a pena comenta'-las em nome da rivalidade. Mesmo que a Histo'ria de voce^s fosse limpa, nesse aspecto. O que sequer e' verdade.

Limitemo-nos ao que acontece dentro de campo e aos fatores folclo'ricos. Mantenhamos o mu'tuo respeito, mesmo que o Krug tenha que ir ao diciona'rio para saber o que "respeito" significa...

San Tell d'Euskadi disse...

Porto,

Os ca^nticos da torcida gremista na~o podem ser racistas porque se referem aos colorados como um todo e na~o a uma parcela da torcida. Ela e' na~o-discriminato'ria. Afinal, TODOS OS COLORADOS SA~O MACACOS, E NENHUM GREMISTA O E'. Assim, na~o havendo qualquer distinc'a~o a cor-de-pele de quem quer que seja, os cantos na~o podem ser racistas.

Que o Krug se demonstre incapaz de entender isso, pode ser resultado de uma limitac'a~o intelectual dele com a qual eu na~o tenho nada que ver. Agora, a ti, eu te conhec'o, sei de tua capacidade intelectual e te tenho como amigo. Na~o posso aceitar que "compres" tal ide'ia. Te^la, te diminui; na~o, a mim e aos demais gremistas.

Um abrac'o.

Luiz Portinho disse...

o fato é que o Colorado só passou a se chamar de macaco depois que vcs. começaram a cantar isso de forma preconceituosa, como se isso fosse nos diminuir. Mas, como torcedor de Clube do Povo que somos, resolvemos comprar o Macaco exatamente para demonstrar que no Beira-Rio impera a diversidade!

eu pergunto: por que até hoje se tenta negar a Coligay na azenha ?!?!?!?! não é por preconceito ?!

San Tell d'Euskadi disse...

Sobre a coligay, e'. E' ta~o idiota o gremista que se ofende, quanto o colorado que tenta ofende^-lo com isso.

Registre-se que muitos colorados na~o aceitam o "macaco" por RACISMO...

jo disse...

o san tell e o aldeba são como o gilberto freire diz:os brancos que aceitam negros de alma branca...kkkkkkEu conheço muita gente que luta pelos direitos da negritude com muito orgulho, branco bonzinho....kkkktem que rir de uns ignorantes gremistas racistas(por adjetivar macaco de imundo é isto) e homofóbicos (pois negam a sua torcida coligay)Claro que todas as minhas colocações sobre racismo na azenha provêm de fatos ocorridos com depoimentos de ,pasmem a incoerencia e a falta de respeito que voces tem contra isto ,gremistas negros

DJ Aldebaran disse...

Vou me abster de responder tamanha sandice.

DJ Aldebaran disse...

E aí, Porto! Vai continuar defendendo o Dunga depois que ele disse que gaúcho é mala? Saudações do líder do Brasileirão!

Lucas Aidukaitis disse...

Eh muito engracado ler os comentarios do jo... puts cara, cada bobagem que ele fala!

maga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luiz Portinho disse...

sancho,
1. não conheço um COLORADO sequer que não aceite o MACACO...
2. quando mencionamos a COLIGAY não é para ofender gMISTA, é apenas para registrar o fato de que o gremio (como instituição) insiste em não reconhecê-la.
saudações, do torcedor de CLUBE DO POVO, Portinho.