quarta-feira, outubro 20, 2010

ANO IV - NUMERO 193
.
Edição Especial
Gre-Nal 383

50º Gre-Nal Válido por Competições Nacionais



No domingo, às 18h30', no estádio Olímpico, Grêmio e Internacional darão início à 50ª partida disputada por uma competição nacional. E as partidas anteriores deixaram muitas histórias para serem contadas:

O primeiro embate foi o Gre-Nal 181, em 5.3.1967, no Olímpico, com vitória colorada: 2-0. E durante os 11 anos seguintes foi só o que se viu, vitórias e mais vitórias do Internacional.

A primeira vez que o Grêmio venceu foi apenas no 14º clássico (o histórico era de 6 vitórias do Internacional e 7 empates), marcado pelo fato de o Internacional ter jogado todo de vermelho. O Grêmio foi à forra contra todos os anos de superioridade rival; e o Gre-Nal 236 de 6.11.1977, no Beira-Rio, terminou 4-0.

O Gre-Nal do Século, n.º 297, em 12.02.1989, no Beira-Rio, valeu vaga à Libertadores. Com vitória por 2-1, de virada e com um jogador a menos, o Colorado classificou-se ao torneio continental e à final do Brasileiro de 1988.

Para os gremistas, entretanto, o Gre-Nal do Século é outro: o clássico que marcou 100 anos de rivalidade, o Gre-Nal 377, de 19.7.2009. No dia em que o clássico tornou-se centenário, o Grêmio virou o jogo no Olímpico e venceu por 2-1.

Ao todo, foram 49 jogos: 41, pelo campeonato brasileiro; 2, pela Copa do Brasil e 6, pelo Robertão. O equilíbrio é total. São 17 vitórias para cada lado e 15 empates. O 50º clássico pode fazer a balança pender para um dos lados.

Que chegue logo o domingo!




VIZINHO FAVORITO
.
Há muito tempo, até já perdi as contas, o vizinho não chegava com favoritismo para um clássico. Mas a boa campanha azul no segundo turno e os resultados decepcionantes do Colorado na última semana forçam-me a admitir tal fato. Creio que há cerca de 6 anos o vizinho não chegava tão por cima num clássico. E é exatamente aí que reside a grande atração deste clássico para nós. As derrotas para Santos e Flamengo, como visitante, afastaram, de vez, o sonho do Tetracampeonato Nacional. Resta, pois, antes do odisséia dos Emirados Árabes, dar uma pregada nas ilusões tricolores. O INTERNACIONAL chega no clássico com todas as suas peças a disposição de C. Roth, inclusive R. Sóbis que volta de longa lesão. Será um grande trunfo vencer o clássico e retomar o caminho das vitórias e grandes apresentações. E Colorado que é Colorado nunca faz pouco de um gNAL, até para preservar nossa tradicional superioridade sobre o arqui-rival, que já se prolonga por mais de 65 anos (desde o clássico gNAL n. 88 a vantagem é nossa).
.
LEITE DERRAMADO I
.
Não adianta ficar chorando. Ficar pensando que poderíamos estar a um mísero ponto do líder Cruzeiro (e com um rol de jogos teoricamente fáceis nesta reta final). Não é disso que precisamos. A imprensa tenta estabelecer crise em véspera de viagem para Abu Dabi. Não dá para concordar. Não veio o Tetra-Campeonato Nacional. Mas estamos com uma perspectiva sensacional para o Mundial FIFA. Todos os jogadores estão em condições de jogo. E teremos pela frente oito jogos fundamentais para acertar e azeitar o time. Domingo lá no "chiqueiro" da azenha teremos a primeira noção.
.
LEITE DERRAMADO II
.
Mesmo que oficialmente ainda não se admita o abandono do Brasileirão (confira abaixo trecho da entrevista de Roth), as evidências, há algum tempo, são de que todos os olhos estão no Oriente. As derrotas para Santos e Flamengo demonstraram que o time não entrou 100% focado nos jogos e que houve preservação de jogadores que tinham condições de atuar. Mas é preciso, mesmo em ritmo de treinamento, obter bons resultados nesta reta final. É fundamental que o time chegue em Abu Dabi com espírito vencedor.
.
MARCAÇÃO INDIVIDUAL
.
Posso parecer retrógrado ou ultrapassado, mas tenho saudades dos tempos em que se marcava de forma individual o craque/destaque do time adversário. O futebol moderno, sei, impôs mudanças comportamentais aos sistemas táticos. Mas foi duro ver o Neymar deitando e rolando sobre nossa defesa, na última quarta-feira, sem que tivéssemos um cão rottweiler encarregado de mordê-lo os calcanhares. Até porque jogávamos com 3 homens cuja característica específica é a marcação. Por que não encarregar um deles de perseguir Neymar pelos quatro cantos do gramado ?
.
ELEIÇÃO
.
"Luigi foi lançado candidato pelo movimento que é liderado por Carvalho e Piffero. Com este respaldo, dificilmente deixará de se eleger. Mesmo que todas as correntes se unam, fica complicado de se anular as conquistas. No lado de Affatato tem pessoas de peso, como Ibsen Pinheiro, por exemplo, que inspirou Carvalho para ser dirigente. E foi quem salvou, junto com Cláudio Duarte, a pele de Carvalho em 2002. " (L. C. Reche - coluna do último domingo no Correio do Povo). Fecho com o Reche. Venho afirmando que Luiggi será Presidente do INTERNACIONAL no biênio 2011/12. Mais, insisto que Affatato abdicará da candidatura em prol do consenso.
.
MORTE À SECOPA
.
T. Genro ainda não assumiu o Governo do RS e a transição mal começou. Mas hoje li uma nota que me deixou com regozijos de felicidade. Há planos concretos de extinguir a SECOPA (Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo). Será um grande ato! Essa maldita Secretaria, até agora, só serviu para jogar nosso dinheiro fora e para criar discórdias. A última delas o ridículo boato de que a FIFA poderá rechaçar o Beira-Rio como estádio sede de Porto Alegre, caso não sejam alterados os planos da reforma. Eu vou te contar. Tarso começa muito bem seu governo, do ponto de vista do esporte, se fechar as portas dessa tal de SECOPA - que nada mais é do que um antro tricolor.
.
RÁPIDAS
.
“Vejo o Internacional com uma possibilidade boa de manter o rendimento que vem mantendo. Um dos objetivos nosso é manter a alta performance para chegar no final do ano e poder disputar o Mundial. Não tem nada melhor do que preparar a equipe dentro do Campeonato Brasileiro, e não vamos abrir mão de tentar chegar ao título” (entrevista de Roth ao site Justiça Desportiva - http://justicadesportiva.uol.com.br/entrevista.asp?id=328
.
Dentro deste pensamento, fica ainda mais incompreensível ver Andrezinho no banco, no jogo da Vila Belmiro contra o Santos, e o time a atuar com 3 volantes de marcação.
.
Será que o INTERNACIONAL vai jogar em Abu Dabi com 3 volantes de marcação ? Então porque treina num jogo do Campeonato Brasileiro com tal formação ?
.
E o Nei na lateral esquerda hein ? Com essa aí eu jamais vou me conformar...
.
Aí sempre cabe lembrar a célebre frase do Noveletto: "ainda mato um treinador!"
.
Vira e mexe e a turma da azenha frequenta as páginas policiais. Dessa vez foi Leandro, totalmente bebum, ameaçando o síndico do prédio e a vizinhança. Tchê, mas é forte esse DNA tricolor hein ?!
.
Semana gNAL. Tem coisa melhor ?
.
Torcedor Colorado terá 2800 ingressos na azenha
.
Acabou a loucura de jogos domingo-quarta-domingo. Bom para o INTERNACIONAL que entra na reta final de preparação para o Mundial FIFA
.
.
L. C. Reche, o melhor e maior repórter esportivo do Sul do Brasil receberá, com toda justiça, o título de Cidadão de Porto Alegre. A cerimônia acontece dia 26, às 19 horas, na Câmara de Vereadores.
.
Parabéns Reche!
.
E a propósito: gNAL é mais gNAL na Guaíba!
.
Coluna dedicada ao eterno Sérgio Galocha.
.
Saudações rubras, do DONO DA ALDEIA (*39), CAMPEÃO DE TUDO e SEMPRE NA PRIMEIRA DIVISÃO.


.


Luiz Portinho - mais de 700 jogos no Beira-Rio


TIROS NO PÉ


Está aberta a temporada de tiros no pé no futebol gaúcho. Primeiro, na eleição para o Conselho Deliberativo do GRÊMIO. Grande parte dos conselheiros dos movimentos que compõem o famoso G-7, os mesmos que não deram quórum ou votaram contra a proposta de redução de cláusula de barreira de 30 para 20% ficaram de fora do Conselho justamente por suas chapas não atingirem a cláusula. O que acabou fazendo com que a Chapa 1, na qual eu estava, colocasse toda a sua nominata. E se fosse aprovada a redução, as três chapas teriam representatividade.


TIROS NO PÉ II

O segundo tiro no pé aconteceu na eleição para presidente do GRÊMIO. Airton Ruschel, candidato representante da situação, também não atingiu os 30%. Sua chapa fez pouco mais de 20% dos votos válidos na eleição dentro do Conselho Deliberativo. Estaria incluído este tiro no quesito acima, se Ruschel pessoalmente não tivesse votado contra a redução. Portanto, uma bala extra para este tiro no próprio pé.


TIROS NO PÉ III

Mas o mais recente e mais dolorido tiro não aconteceu pelo lado do GRÊMIO. Este foi um tiro com efeito retardado. Pois nas festividades de lançamento da pedra fundamental da Arena do GRÊMIO, no qual este que vos escreve esteve presente já na condição de conselheiro do clube, algum gaiato de vermelho pagou um aviãozinho com os dizeres “CHIQUEIRO DE ALUGUEL”. Não esperavam os amargos que a FIFA determinasse que a construção do abobrão (que até hoje existe apenas em imagens criadas no Photoshop) tivesse que ser executado por uma empresa parceira e que o clube do aterro apresentasse garantias bancárias, sob pena de que, na falta destas garantias, a Copa fosse parar na Arena tricolor – que possui garantia do Santander desde 2009.


COPA 2014

Uma das exigências da FIFA para que a Copa fosse realizada no pardieirão do aterro seria fazer o rebaixamento do gramado. O que seria impossível, pois pelo fato de estarem situados em um aterro, o campo encheria d’água. Eles poderiam se candidatar pra sediar o mundial de polo aquático neste caso. Agora aquela gente, que inflava o peito e dizia que tinha estádio pronto, está aí sem argumento e culpando terceiros – aliás, costume corriqueiro por aquelas bandas.


AGRADECIMENTO

Na última coluna que escrevi, há pouco mais de um mês, mencionei o fato de que estava em uma chapa para o Conselho Deliberativo do GRÊMIO. Pois é. Acabei me elegendo conselheiro do clube. Assim, gostaria de deixar um enorme agradecimento aos mais de 4 mil sócios que foram naquela chuva ao Olímpico Monumental para exercer seu direito de voto. Em especial aos que confiaram e elegeram a chapa RENOVA TRICOLOR.


GRÊMIO 2x1 CRUZEIRO

Como já disse o Sancho na semana passada: estamos na briga pela vaga na Libertadores! Vencemos de virada o líder Cruzeiro por 2x1 no Olímpico, e estamos ali, no grupo de cima da tabela, crescendo no campeonato e dando sinal de luz no pessoal da frente pedindo passagem. Estamos a 1 ponto do nosso tradicional adversário e, consolidando a vitória no clássico, passamos a frente.


RENATO I

Confesso que o grande ídolo Renato Portaluppi está me surpreendendo positivamente como treinador e como conhecedor de futebol. Primeiro, pelo fato de ter indicado seis jogadores. E os seis deram certo! Jogadores desconhecidos, como Vilson, Paulão, Diego Clementino e, agora neste último jogo estreou o atacante Junior Viçosa. E estreou como manda a posição: fazendo gol. Foi da jovem promessa o gol de empate do GRÊMIO contra o Cruzeiro, marcado já nos acréscimos do primeiro tempo.


RENATO II

Segundo, por estar se revelando um bom estrategista e um excelente solucionador de problemas. Douglas, que estava sendo execrado pela torcida e quase ia ser dispensado, foi resgatado por Renato e com ele está em sua melhor fase desde que veio para o GRÊMIO. E na falta de um primeiro-volante, frente aos desfalques por cartões e por lesão, acabou colocando o zagueiro Vilson ali, e ele deu conta do recado. Tanto que a tendência pro clássico é ele sair jogando, no lugar de Adilson.


RENATO III

Outra surpresa positiva é que com Renato no comando não se vê mais aquelas substituições esdrúxulas de tirar atacante para colocar volante com o intuito de segurar resultado. Renato joga pra cima. Seus times são ousados, destemidos. E isto não significa descuido na marcação. Renato usa um 4-4-2 tradicional, mas com um esquema de proteção à zaga e cobertura dos laterais por parte dos zagueiros que funciona muito bem.


RENATO IV

Renato Portaluppi também surpreende fora das quatro linhas. Justamente agora que estamos em uma semana GRE-nal, onde se esperavam frases de efeito, provocativas, por parte dele, ele se mostra comedido, afasta o favoritismo e coloca o clássico como um jogo que vale 3 pontos como qualquer outro. Bem diferente de sua postura quando era jogador. Aliás, a postura atual do nosso maior ídolo me agrada muito mais. Não gosto de frases mal-colocadas, como a proferida em 2008 por Odone, que na época disse que iria passar a máquina. Isto municia o adversário e traz um clima belicoso pro clássico, não obstante o já existente pela rivalidade.


NA BRIGA

Nesta segunda-feira aconteceu na CONMEBOL a reunião que definiria a volta do G-4. A decisão satisfez os gremistas, mas não por completo. Afinal o G-4 está reestabelecido caso um brasileiro não vença a Sulamericana. Ou seja, na prática temos um G-3 ½.

Estamos na sexta posição, com 46 pontos, empatados com o Atlético-PR mas atrás nos critérios. O furacão é o atual detentor da quarta vaga. E com este quadro se mantendo, temos ampla vantagem. Pois dependemos apenas de nós mesmos, uma vez que enfrentamos em casa o rubro-negro paranaense.

Em resumo: até Renato chegar, nosso campeonato era pra não cair. Agora, nosso campeonato é lutar por uma vaga na Libertadores. Temos até uma remotíssima chance de título.

Obrigado, Renato, por permitir que a nação tricolor possa sonhar novamente.


PASSANDO O CETRO

Nas últimas semanas, o lado azul do BloGREnal esteve representado pelo amigo Paulo Sanchotene, que com maestria escreveu as colunas.

Pois devido às minhas dificuldades de tempo, a partir de agora o Sancho volta a ser o titular do espaço. E eu ainda escreverei esporadicamente, como suplente ou para complementar alguma informação que o novo titular porventura possa necessitar.

Por isto, não é um adeus, e sim um até breve.


Saudações imortais do VERDADEIRO E ATUAL dono do Rio Grande e 1º colocado no ranking OFICIAL da CBF,

Leonel Knijnik (DJ Aldebaran)
Conselheiro do GRÊMIO FBPA
Gaúcho por Tradição e Gremista de Coração

6 comentários:

jo disse...

grande lembrança do vacaria que foi ,antes de inventarem o 3 5 2 muitas vezes um terceiro zagueiro pro marinho peres(ex zagueiro da seleção brasileira de 1974 que contratamos do time titular do barcelona) ou pro figueroa ( um dos maiores zagueiros da história do futebol mundial em todos os tempos) sairem com a bola dominada com aquele time que foi o maior já visto aqui nos pagos (perdia 5 ou 6 jogos por ano e teve a maior média 83 por cento dos pontos válidos em 1976 da história de 40 anos do campeonato brasileiro.Além disto era o apoio ,a bengalinha de um tripé espetacular com carpegianni e lula.Que saudades , porto!!este era um time para ser campeão do mundo várias vezes...

DJ Aldebaran disse...

Sem ler a coluna do vizinho anteriormente, acertei na mosca: lá está ele reclamando da SECOPA, como se fosse culpa deles a FIFA querer garantias para os estádios das cidades-sede do maior evento do futebol mundial. E do fato de a presidência da FGF ser reiteradamente ocupada por conselheiros do teu time tu não fala nada? Aliás, saberia me dizer qual o último presidente da FGF que era gremista? Pois eu não lembro.

Luiz Portinho disse...

olha aqui Aldebaran, Presidente da FGF ser Colorado ou gaymista, nada demais... agora, transformar uma Secretaria de Governo em palco de artimanhas defendendo as cores e interesses de um clube é outra coisa totalmente diversa. um absurdo! sórdido! vergonhoso! essa SECOPA tem de ser extinta (procure nos meus espaços e verás que fui contrário desde sua criação). e, claro, muito mais depois do apoderamento de tal Secretaria pela turma da azenha.

Luiz Portinho disse...

1. engraçado, nenhuma menção do Aldebaran ao ultimo CASO DE POLICIA da azenha

2. tu que falas tanto em aterro, poderias me dizer, Aldebaran, qual a origem do bairro Humaitá ?!

saudacoes rubras.

DJ Aldebaran disse...

Ahn tá... foi a SECOPA que determinou que o teu abobrão Photoshop tenha garantias bancárias. E se não tem influência a questão do presidente da FGF ser torcedor do teu time, me explica o empenho do Noveletto pela abertura de janela. Empenho este que faltou quando da questão do G-4. Noveletto neste caso deu uma entrevista DESDENHANDO a possibilidade de ser revista esta quesão.

Porto, eu te conheço e sei que não és burro. Mas adora te fazer de burro pra passar bem.

Aliás, não respondeste novamente uma pergunta feita: qual o último presidente gremista da FGF?

Quanto ao Humaitá, te respondo quando responderes como era a primeira camiseta do teu time.

Paulo Roberto disse...

O Humaitá era um lixão; agora, será bairro nobre. Os tempos mudam. A área do Beira-Rio já foi água...