terça-feira, maio 01, 2007

Ano I, Número 16

VANTAGEM CONQUISTADA NA RAÇA


Fui à Caxias do Sul e vi um Grêmio que jogou muito bem, principalmente às costas do lateral Michel do Juventude, mas que teve sérios problemas na bola alçada dentro da área. Tomou dois gols assim – um deles, mal anulado pelo bandeira n.º 2. Controlamos a bola, demos pouco espaço para o Papo e abusamos de perder gols. Poderíamos ter liquidado o campeonato no primeiro jogo.

Infelizmente, não foi assim. O clube não soube segurar o placar conquistado no primeiro tempo e permitiu a virada juventudista. O time esteve sempre mais perto de fazer os gols do que sofrê-los, mas futebol é um esporte ingrato. Há quem diga que houve falha do Saja. Como goleiro oficial das peladas de terça à noite, não acho. Foram dois chutes cruzados, rasteiros e que pegaram na trave. Há bolas em que o goleiro pouco ou nada pode fazer. Foi o caso. Mas fica o aviso que não poderemos falhar assim em São Paulo, sob pena de termos inúmeros problemas para o jogo de volta.

Quando tudo parecia perdido, em mais uma jogada pela ponta-esquerda, Tuta resolveu fazer um gol. Ele que perdera dois inacreditáveis. E voltamos para Porto Alegre com a vantagem de empatar por 0-0, 1-1 e 2-2. Não é pouco, mas nada que garanta o título. Tudo para deixar os secadores com esperança. Nada que seja diferente da História do Imortal...

Libertadores
Churrasco na Princesa previamente conquistado (no placar das pendências está 1-2), vamos a análise do que o Grêmio terá pela frente na mais charmosa competição interclubes do planeta.


Saem Aloísio, Adílson e Jucemar. Entram Kelly, Amoroso e Gavilán. O que nos deixa com apenas um lateral-direito de ofício que, ainda por cima, é o Patrício. Gizuis... Mas, tudo bem, imaginem o que não deve jogar o Jucemar para ser cortado assim.

Especula-se a entrada de Amoroso no time já para a partida no Morumbi. Deve sair Diego Souza ou Sandro, apesar de se especular a saída do Carlos Eduardo. O guri NÃO sai. Podem apostar. Mano já avisou que pode optar pelo Amoroso na posição de “enganche”. Para quem não é do Sul, significa “meia-atacante” ou “ponta-de-lança”. É o famoso “1” do Zagallo. E esta não é a função do Carlos Eduardo.

Mano já demonstrou que encontrou a posição de Tcheco, bem aberto pela direita. Assim, basta colocar o Carlos Eduardo bem aberto pela esquerda, como fazia com o Hugo no ano passado, como fez em Caxias do Sul no domingo. Sem novidades, com dois alas, ora caindo na ponta, ora fechando em diagonal para o meio. Atrás, ficariam o cabeça-de-área (primeira função) – Edmílson – e o volante (segunda função) – Sandro ou D. Souza.

No mais, do que adianta fechar treino e permitir especulações, se não for para apresentar alguma surpresa?! Que se trate de colocar o Carlos Eduardo nas costas do Ilsinho, até porque, assim, cresce o futebol do Lúcio. A escalação da imprensa está equivocada. E como já disse antes, se todo imprensa escala o time de um jeito, o melhor a fazer é jogar com outra.

Se o São Paulo vier no 3-5-2, terá uma bela duma dor-de-cabeça; contudo, creio que Muricy escalará o São Paulo num 4-4-2. O que é pior para o Grêmio. Será um embate bastante interessante. E, oxalá, Tuta esteja numa noite inspirada. Fazer gols amanhã será fundamental.

Vizinho
Enquanto isso, o time do vizinho, entre uma secada e outra pela TV, treina em Bento Gonçalves se preparando para a estréia no campeonato nacional, dia 13/5. Pobre Botafogo, tão ocupado com a Copa do Brasil e as finais do Carioca que nem sabe que o (ainda) Campeão do Mundo e sétima força do futebol gaúcho lhe espreita!


Saludos de finalista do Gauchão y bi-Libertador de América,
Paulo Roberto Tellechea Sanchotene – sancho.brasil@gmail.com

ESCOLHAS

Não consigo entender o que levou a diretoria do Internacional a eleger Gallo para treinador. Falam em currículo; mas qual é o de Gallo ? Obviamente que campeão pernambucano não me satisfaz. Aposta por aposta, por que não dar uma chance a Leandro Machado, ex-assistente no próprio Inter, e que há anos vem realizando ótimos trabalhos em clubes do interior gaúcho ? Torço para que a pessoa que indicou Gallo ao Internacional não tenha sido a mesma a indicar o Tio Janjão (Joel Santana) em 2005.

DINASTIA DOS TREINADORES

Uma coisa me anima um pouco nestas primeiras notícias desde a chegada de Gallo. Parece que o treinador, agora, limitar-se-á a treinar a equipe, escalá-la e dirigi-la nas partidas. Não é mais do treinador funções como a contratação de jogadores e outras reservadas à diretoria do futebol. Ao que parece, acabou no Beira-Rio a Dinastia dos Treinadores, iniciada com Muricy Ramalho e continuada na Era Abel.

PLANTEL I

Outra coisa que anima nesses dias é o planejamento do plantel. A lista de dispensas, além de evidenciar que Abel Braga comandava a formação do plantel, inclui os antes intocáveis Michel, Adriano Gabiru, Rafael Santos (pior zagueiro que já vi atuar no Inter) e Jean. Ediglê já foi negociado com o Nautico. Hidalgo também não deve ficar (já se fala na contratação de Triguinho ao São Caetano e pagar U$ 1 milhão por um lateral médio de 31 anos seria um absurdo).

PLANTEL II

No campo das contratações, pouco se ventila até agora. Estou achando que teremos um segundo semestre, basicamente, de apostas em jovens do Celeiro de Ases. Vejo isto com muitos bons olhos, mas precisamos, sem dúvida, reforçar o grupo com, no mínimo, três contratações: um zagueiro de primeiro nível (tentem o Marcão do Atlético-PR!) e dois meias ofensivos.

INDAGAÇÕES

Algumas respostas são necessárias para que se possa avaliar as possibilidades de sucesso do Inter no campeonato brasileiro: Gallo vai deixar Renan no banco para agradar seu amigo de velhos tempos Clemer ? Quando é que Élder Granja será mandado para longe do Beira-Rio ? Cristian será colocado em seu devido lugar, de reserva para o ataque ?

RÁPIDAS

Ridícula, covarde e lastimável o lance em que o goleiro do Velez dá um chute na cara do atacante do Boca Jrs. Caso de polícia.

No mesmo jogo, pode-se constatar que Palermo é, disparado, o pior cobrador de penalidades do mundo!

Santos sofreu para empatar com Caracas em jogo no qual a bruxa estava solta contra os comandados de Luxemburgo. Flamengo tomou enfião do Defensor no Centenário.

Enquanto isso, no Velho Mundo, Kaká levou os italianos do Milan à final da Liga dos Campeões.

O jogo contra o Liverpool será, acima de tudo, um duelo de estilos. O competitivo futebol italiano, que prioriza o resultado à forma, contra o futebol de superação, velocidade e contra ataques dos ingleses. Vai ser um jogo memorável!

E aqui pela "terra brazilis", o que dizer no gol em que o arqueiro Fábio, do Cruzeiro, estava de costas para a jogada, no clássico contra o Atlético válido pela final do Campeonato Mineiro ? Foi o lance mais engraçado que assisti no futebol nos últimos tempos.

O vizinho, em tom irônico, acabou por reconhecer, na sua coluna da última semana, a MAIOR TRADIÇÃO DO SPORT CLUB INTERNACIONAL no Campeonato Nacional. É verdade vizinho, vem aí o certame no qual somos o ÚNICO CAMPEÃO INVICTO e o ÚNICO GAÚCHO A FREQUENTAR, SEM INTERRUPÇÕES, A ELITE DA PRIMEIRA DIVISÃO.

Aqui pelos pagos, Inter deverá realizar amistoso contra Esportivo. Sem dúvida, será o jogo mais importante no Rio Grande do Sul no próximo final de semana.

Saudações rubras, do ATUAL CAMPEÃO DO MUNDO,

Luiz Portinho - lcportinho@yahoo.com.br

4 comentários:

DJ Aldebaran disse...

E neste domingo, enquanto o GREMIO disputa as finais do Brasileiro, o time do vizinho jogará um amistosão contra o poderoso Porto Alegre, do A$$i$.

San Tell d'Euskadi disse...

O jogo será sábado contra o Esportivo, em Bento. E já estamos na quinta-feira, o Grêmio perdeu e nada do Portinho. Sabes de algo?!

Anônimo disse...

ilusion brasileña.

hola,
Acá es motivo mucha gargadas en saber que brazucas acreditan la posibilidad que equipos brasileños: santos y San Pablo poden ser campeón en libertadores.`
Acá prensa es muy clara en afirmar, nosotro somos muy de acordo que Libertadores es para clube con tradición, no es para clubitos de brazil.
Más una: Clasicos en brazil es muy fraco.
Clasico en Argentina es conhecido en mundo como SUPER CLASICO Boca y River.

Posiblemente en brazil debe sr conhecido como MNI CLASICO.
la verdad es que fútbol de brazil es muy decadiente y libertadores 2007 já tien un ganhador: Boca Juniors.

Prensa local es muy clara en dizer que los equipos de brazil no son pareo para clubes argentios, que triunfo en libertadores es de equipo Argentino.

perdón la sinceridad e portuñol.

brazucas son mucho idiotas en imaginar que sus equipos triunfaran en libertadors.

saluto,
Esteban Crustille
Córdoba

P.S. la una observacion: Brazucas tien mania de chamar nosotro de hermanos.
Acá no chamamos brazucas de hermanos, usted son no maximo visinhos.

NÃO SOMOS SU IRMÃO !!!

Argentino es maricón disse...

Hahahahahahahhahaha!!! Esteban, te juro que soy un hombre de buenas maneras, pero me olvidaré de ellas. Che, lo que se pasa es lo seguiente: somos hermanos, pero hermanos de leche. Recordá que tu madre há bebido el leche de mí padre.

Hablando de futbol, señor, creo aún que hay cinco equipos brasileros en la competencia continental contra dos argentinos. Aún no hubo una final argentina, pero dos brasileras. Las dos últimas! En Argentina hay 5 grandes, en Brasil hay 12! No tenemos 1 Superclássico, pero 4 (Vasco-Flamengo, Corinthians-Palmeiras, Cruzeiro-Mineiro y, claro, Gremio-Internacional). No hable de lo que no conoces...