terça-feira, maio 08, 2007

Ano I, Número 17



Ao que parece, o colunista do Grêmio se afogou no trago pela conquista do título e esqueceu da coluna. Deixou o Internacional falando sozinho durante um dia inteiro. Contudo, recuperado da ressaca e concentrado para a partida desta quarta-feira, ele apareceu enfim.
Aproveitem mais uma semana de peleia neste BloGreNal!




ENQUANTO ISSO NO RIO GRANDE...

CAMPEONATO GAUCHO DE FUTEBOL
SPORT CLUB INTERNACIONAL 37
gfpa 35

Parabéns ao vizinho e sua turma, já alcançaram o seu objetivo para este ano.

Saudações rubras, do ATUAL CAMPEÃO MUNDIAL,

Luiz Portinho - lcportinho@yahoo.com.br



BICAMPEÃO!!

A equipe que mais pontuou. O time que mais venceu. O elenco que mais gols marcou. O escrete que menos gols sofreu. A torcida que mais compareceu ao estádio. Os seguidores que jamais desacreditaram. Os atletas que nunca arrefeceram. Aqueles nunca tremeram, nunca desistiram, nunca reclamaram. Estes são os merecidos bicampeões gaúchos.

Mais de 47.000 pessoas presenciaram in loco o verdadeiro massacre imposto ao Juventude. Após uma primeira partida em que a equipe errou de mais em ambas as áreas e deixou de liquidar o campeonato, o time desta vez foi quase perfeito. Fez o que deveria ter feito. Jamais pensou no amanhã. Desde o começo encurralou o Papo e buscou a vitória.

Sandro, o elemento-surpresa, jogou de armador. Foi o melhor em campo, foi ovacionado pela torcida, e teve o direito de fazer uma volta olímpica sozinho, com todos gritando seu nome. E o que dizer de Tcheco? Antes do jogo começar, me viro para minha mulher e digo: "Bem que ele poderia ter um estiramento..." Ao que ela respondeu: "Melhor seria se ele jogasse bem!" Boca Santa! O capitão (ainda!?) se movimentou mais, marcou mais, apareceu desmarcado, recebeu mais a bola e fez dois gols. Em suma, botou vontade; o mínimo que um capitão do Grêmio deve fazer. Diego Souza, o melhor do time contra o São Paulo na semana passada, voltou a jogar bem. Marcou um golaço acrobático de "virada-voleio-bicicleta". Além disso, o guri está a render o que rendera no começo da temporada. Como ele cresce sem o Lucas! Alguém precisa dar um jeito desses dois jogarem juntos! Lúcio começa a se entrosar e botar jogo. É rápido, chega bem à linha de fundo. Ainda necessita melhorar o cruzamento e a marcação, mas vem melhorando a cada partida. Coroou sua atuação com um golaço, sem ângulo! Foram esses, sem dúvida, as mais importantes peças do jogo do título.

A defesa voltou a apresentar problemas na bola áerea. Sofreu mais um gol de bola alçada. Preocupa. Mas todos os time possuem pontos fracos e, esse é daqueles que podem ser corrigidos no decorrer da temporada.

No fim, uma vitória de lavar a alma. Somos bicampeões na terra do (ainda) Campeão da América. O (ainda) Campeão do Mundo não manda dentro de sua própria casa. Esta Terra tem Dono!

É o Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense!

Os Números de Um Título Inqüestionável
Total: 20 jogos. 15 vitórias, 2 empates e 3 derrotas. 52 gols marcados e 19 gols sofridos.
Em casa: 10 jogos. 9 vitórias e 1 derrota. 30 gols marcados e 9 gols sofridos.
Fora: 10 jogos. 6 vitórias, 2 empates e 2 derrotas. 22 gols marcados e 10 gols sofridos.
Primeira Fase: 16 jogos. 13 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. 41 gols feitos e 12 gols sofridos.
Semifinal: Caxias 3 x 0 Grêmio, no Centenário. Grêmio 4 x 0 Caxias, no Olímpico.
Final: Juventude 3 x 3 Grêmio, no Alfredo Jaconi. Grêmio 4 x 1 Juventude, no Olímpico.
Público Pagante Total: 135.259
Média de Público pagante: 13.260

Copa Libertadores
Contudo, a festa durou só até segunda-feira. Na quarta-feira, há outro compromisso decisivo contra o São Paulo no Olímpico. O resultado da partida de ida, 1-0 para os paulistas, não foi bom, mas nada que nos tenha eliminado de véspera. O Grêmio não jogou bem em São Paulo, viveu de jogadas individuais do Diego Souza - mas que jogadas! - e tomou mais um gol de bola alçada na área. O ponto positivo é que, mesmo jogando mal, fora de casa, conseguimos perder de pouco. Trouxemos a decisão para o Olímpico com a série em aberto.

Hoje, o estádio estará lotado mais uma vez. Serão mais de 45.000 vozes a empurrar o Grêmio para mais uma "batalha épica". O time do São Paulo é o atual campeão do Campeonato Brasileiro, é melhor que o nosso, não jogou no final-de-semana e pode perder por até um gol de diferença desde que faça um gol. É o favorito. Mas, reverter favoritismo é a nossa especialidade!

A nosso favor estará o título gaúcho, o estádio, a torcida, o frio e a Imortalidade. Parece pouco, mas como duvidar do Grêmio?!

A seção "Vizinho" voltará quando o vizinho voltar das férias...

Saludos de un bi-Libertador de América y Bicampeão Gaúcho,
Paulo Roberto Tellechea Sanchotene - sancho.brasil@gmail.com

4 comentários:

DJ Aldebaran disse...

Saudações do campeão gaúcho ao sétimo colocado!!

lcportinho disse...

37 x 35 Aldebaran, para nem falar na infinita vantagem que temos em confrontos diretos (mais de 20 pelas minhas contas)... a propósito, quando saíste do estádio com vitória pela última vez... tu nem te lembra rapaz!

DJ Aldebaran disse...

Não sei de nada... só sei que eu sou o ATUAL bicampeão gaúcho! Preferia ter vencido o campeonato em cima do tradicional adversário, mas este ficou por Veranópolis.

San Tell d'Euskadi disse...

No Estadual de 2.006, que eu me lembre, saí do teu estádio com o título, Portinho. Bem melhor que uma vitória que de nada vale, como a do Gre-Nal pela Copa Sul de 1.999...