terça-feira, outubro 16, 2007

Ano I, Número 40



DE VOLTA AO GRUPO DA LIBERTADORES


Quatro times (e meio), três vagas. Faltam nove rodadas, vinte e sete pontos. Não vai faltar emoção nas próximas rodadas. Virou mata-mata...

A classificação aponta:

2. Cruzeiro - 53 pontos; 16 vitórias; 17 gols de saldo; 66 gols marcados.
3. Santos - 52pt; 16v; 9s; 45gp.
4. Grêmio - 51pt; 15v; 3s; 35gp.
5. Palmeiras - 51pt; 14v; 3s; 39gp.
São quatro times "e meio", porque Vasco ou Flamengo podem se unir ao grupo. Ambos têm 43 pontos e se enfrentam na quinta-feira em jogo atrasado da sétima rodada. Quem vencer, ficará a cinco pontos do quarto colocado e se permitirá sonhar com uma vaga. Tudo o que os organizadores do evento sonham. Por isso, é bom que todos os gremistas assitamos a partida e torçamos para o único resultado que nos serve: o empate. Dividem-se os pontos no "Clássico dos Milhões" e urubus e bacalhaus morrem abraçados.

E esse jogo é muito importante porque a próxima partida do Imortal é justamente contra o Flamengo, no Rio.

Grêmio 2 x 1 Goiás
Jogo duro, difícil. O Grêmio, mais uma vez teve enormes dificuldades em armar os ataques. A defesa voltou a apresentar dificuldades. Só melhoramos efetivemente após a virada (a primeira no Nacional, provavelmente a primeira do ano). Se quisermos estar na Libertadores temos que mostrar mais, principalmente fora de casa.

Grêmio x Flamengo
Irei atualizar essa parte após a partida entre Vasco e Flamengo na quinta-feira à noite. No turno, o Grêmio venceu por 1-0, numa partida em que sequer chutamos a gol. No último jogo no Rio, vitória fluminense pelo placar mínimo. Os dois times são velhos rivais interestaduais, tendo decidido títulos nacionais em 82 (vantagem deles) e 97 (conquista gremista).


(Atualização) Flamengo (7º, 46) x Grêmio (4º, 51) - Domingo, 21/10, 18h10min
O Flamnego venceu o Vasco por 2-1. O Maracanã, definitivamente, faz bem ao Flamengo. Desde que voltou a jogar no estádio, isto é, 11 de agosto, o Flamengo saiu da briga do Rebaixamento para sonhar com a Libertadores. A partir da vitória contra o Náutico, foram 10 vitórias (9 no Maracanã), 4 empates (3) e 3 derrotas (1, no Fla-Flu) - aproveitamento de 66,67% (76,92%). Para se ter uma idéia, o aproveitamento do São Paulo no campeonato é de 68,82%.

Se considerarmos que, além disso, eles vêm de vitória sobre o Vasco, temos um cenário nada agradável a nos esperar no Rio. O estádio estará cheio e o time do Flamengo terá a certeza que pode derrotar a Seleção do Mundo, o que dirá o Grêmio. O Grêmio ainda deve repetir a escalação que não rendeu contra o Goiás. Em suma, é mais uma "batalha" a qual só venceremos se jogarmos com 110% de dedicação.

Vai ser uma festa bonita e um jogo tão nervoso quanto bom de assistir. Oxalá, voltemos com os três pontos. Mas é difícil...

(Atualização) Leviandade e Reforma Estatutária
O que Carlos Josias fez, ao denunciar Paulo Odone por racismo, é leviano. Colocou picuinhas políticas acima do clube e deixou o Grêmio tão pequeno quanto ele próprio. Pediu demissão do Conselho de Administração, local que sequer deveria ter entrado. Esse triste episódio traz à tona problemas institucinais quando há um racha no Conselho de Administração eleito pelo associado.


No Grêmio Imortal discute-se reformas estatutárias. Eu tenho uma proposta. A possibilidade do Conselho, através de moção de desconfiança, retirar membros do Conselho de Administração, e até o Conselho inteiro. O problema da adoção de tal medida, é que ela obriga a adoção de um sistema tipo parlamentarista, separando a Presidência do clube da Administração.

A vantagem dessa medida, é que ela fortalece o Conselho, principalmente a Oposição, impede que o Presidente possa fazer tudo, e evita rachas dentro do Conselho de Admistração. Faz com que o órgão admistrativo do clube atue sempre coeso e evita que briga de beleza afete o dia-à-dia da instituição.

STJD
Sandro e Gavilán foram indiciados por lances contra o chileno Valdívia na derrota para o Palmeiras. Se o julgamento ocorrer até sexta-feira, há o sério risco de termos que encarar o Flamengo com a mesma formação que apresentou problemas diante do Goiás. Mais um motivo para secarmos o rubro-negro na quinta-feira...

Vizinhança
Novamente fora da Zona da Sul-Americana. E o carnê aponta Juve-Nal para o final-de-semana! Depois da lavada no Turno, será que dará a lógica mais uma vez no clássico? Não sei bem o porquê, mas me lembrei do Gre-Nal do Christian, de 2003...


Saudações de quem venceu todos os churrascos de 2007,
Paulo Roberto Tellechea Sanchotene - sancho.brasil@gmail.com


-

VELHOS NOVOS EQUÍVOCOS

A cada semana novos equívocos. Novos, mas conhecidos, reiterados, previsíveis. Basta ler a escalação da equipe (geralmente diversa daquela treinada durante a semana) para prever que o resultado final não será agradável. Jonas e Alex seguem nas laterais (e aí tem gente que quer culpar Alex pelo gol do Corinthians – pobre Alex, refém da falta de convicções que permeia todas as ações no Internacional de 2007). Meio campo com quatro volantes marcadores e sem criatividade. E a conseqüência dos atacantes isolados. A falta de triangulações ofensivas. A inexistência de saída de bola. O bico para frente, com ligação direta entre defesa e ataque como jogada institucional. Gols sofridos no apagar das luzes, em jogadas aéreas. Cansa ver esse Internacional com seus velhos novos equívocos.

“CARA DE TIME” ?

Na última semana, após vitória medíocre contra o lanternão América-RN, Fernandão declarou que o Inter começou a pegar “cara de time”. De time limitado e pequeno afirmei. Complemento hoje: de time desarrumado, sem jogadas, sem possibilidades, mesmo diante de adversários fraquíssimos. Essa equipe com “cara de time” do Fernandão - com seus quatro volantes e sem laterais de ofício - repetiria a pífia campanha do Gauchão e, se pudéssemos re-iniciar o certame nacional, estaria exatamente na mesma posição, se não pior.

PREPARO FÍSICO

Não é necessário ter grandes conhecimentos para saber que jogadores atuando fora de posição estarão sujeitos a maior desgaste físico; um time sem sistema de jogo estará mais apto ao cansaço. P Paixão faz falta sim, mas não podemos culpar os atuais preparadores físicos do Internacional pela baixa produtividade da equipe. Seria mascarar toda a falta de planejamento da diretoria e os equívocos de A Braga ao montar sua equipe.


PREPARO FÍSICO II

Aliás, Elio Carraveta, da equipe de preparação, deu entrevista muito interessante às rádios. Reconheceu que há problemas e justificou, em parte, as mazelas de nosso grupo pela característica heterogênea de estágios em que se encontram os jogadores, citando os exemplos de Magrão que ficou 4 meses sem jogar e Fernandão que voltou de lesão. A entrevista escancara a falta de planejamento deste nosso Internacional 2007.


MAGRÃO

A notícia que leio é que o Internacional está dependente de Magrão, porque sempre que este sai da equipe (nos 15 minutos finais) “entregamos o jogo” (para utilizar a expressão do Fernandão). Uma barbaridade! Não podemos ficar reféns de um jogador meia boca e sem condicionamento físico. O que Magrão tem de tão excepcional que garante sua escalação na equipe, mesmo não tendo condições de jogar 90 minutos ?

JOGO AÉREO

Time que leva gols pelo alto é time que não treina para evitá-los. Isso é batata, como diria minha avó. O que falta ao Internacional não é quem marque o Finazi, mas sim um sistema capaz de evitar os gols pelo alto. Não há treino no Beira-Rio. Aliás, como os treinos são secretos, permito-me imaginar que eles ficam lá dentro gozando da nossa cara, pobres e fanáticos torcedores.

RACISMO

Vejo com tristeza o que continua a ocorrer lá pelas bandas da azenha. O pensamento por lá segue inalterado, desde a fundação do clube. O fato dos neonazistas de pijama já era criticável. Agora, este último episódio envolvendo o Sr. P Odone e o demissionário Conselheiro C Josias é ainda mais lamentável. O que o vizinho tem a dizer a respeito ?


RÁPIDAS

A imprensa tem algumas constatações oportunistas que, de tão simplórias, chegam a ser engraçadas.

Trago uma delas: Gallo arrumou o Figueirense e J Santana o Flamengo. Só A Braga não arrumou o Inter. Essa não, aí já é demais.

Sorondo segue confirmando seus bons predicados para atuar na zaga

Adriano, mesmo sem jogar, é o artilheiro do Internacional com 8 gols.

A Braga está brincando com nossa paciência ao colocar Pinga e deixar Alex na lateral e Adriano no banco ?

Magrão não tem condições de atuar 90 minutos e é titular absoluto. Adriano, goleador e cheio de vitalidade, entra sempre nos 10 minutos finais.

Essa é a cara do Internacional 2007.

Aonde estão os “pratas da casa” ?

Respondo: Sidnei, de ótimas atuações no primeiro turno, foi queimado; os laterais Diego e Ramón nem para bancário servem; os meias são preteridos por Magais e Pingas da vida. É brabo!

Em tempo: está muito mal contada essa história do Pinga viajar e passar a semana resolvendo negócios em S Paulo.

Das duas uma: ou se trata de uma estratégia (positiva) da diretoria para evitar sua escalação no final de semana; ou está sendo negociado para algum clube paulista.

Bastou um empate em 0x0 contra a Colômbia (adversário sempre complicado lá em Bogotá) para que os críticos de Dunga colocassem suas manguinhas de fora.

Anotem: dessa vez, com Dunga no comando, não chegaremos à ultima rodada fazendo cálculos para a classificação, como aconteceu com C A Parreira e L F Scolari.

No domingo encontrei o vizinho passeando com sua esposa, feliz da vida, num parque da cidade (de camisa da seleção canarinho).

E, acreditem!, ele teve a cara de pau de sustentar que não houve falta da Pereira no Harley naquele segundo gol de seu time contra o Goiás. É muita cara de pau! Jimo Cupim nele!

E sabe que o vizinho, com essa campanha de seu time, está parecendo gráfico de ação na bolsa de valores. Numa semana comemora ingresso no G4 e na outra, quando toma pau fora de casa, chora e sofre.

Aliás, não te esquece vizinho, tu até podes sonhar com o tal de G4, mas no G7, na Tropa de Elite da Primeira Divisão, só fica quem pode.

Saudações rubras, do ATUAL CAMPEÃO DO MUNDO e DETENTOR DA TRÍPLICE COROA MUNDIAL.


Luiz Portinho – lcportinho@yahoo.com.br

8 comentários:

lcportinho disse...

O Sancho fez uma coluna curta para não ter de comentar o gol em que o Pereira, como uma jamanta, atropelou o Harley.

Estou com palpite que o Flamengo bate o Vasco e o greminho e se aproxima, perigosamente, do G4 (com a ajuda da arbitragem, é claro!). Cuidado com o Mengão hein!

No mais, vamos pregar o caixão do Juventude, como fizemos com vcs. em 2004.

San Tell d'Euskadi disse...

Vais levar a sério o Josias? É óbvio que se trata de picuinha política. Eu não sei como foram os fatos, mas, mesmo que seja verdade - o que duvido - a atitude do conselheiro foi ridícula.

Gremista Vigilante disse...

Josias demonstrando toda a sua falta de caráter, enxovalhando a instituição Grêmio por picuinhas políticas. Lamentável. Aliás, sempre achei esse cara um falso gremista.

90% dos meus amigos colorados tem admiração pelo Felipão. Os outros 10% padecem da 'síndrome de kenny braga'. Qual será o caso do nobre colunista vermelho?

Gremista Vigilante disse...

Devo, porém, fazer uma concessão ao colunista vermelho: também penso que o Pereira fez falta...

DJ Aldebaran disse...

Porto, da mesma forma que tu repudias atos de racismo supostamente ocorridos na torcida do GRÊMIO, eu repudio a tua forma de generalizar, dizendo que todo o gremista é racista.

SOU GREMISTA, NÃO TOLERO RACISMO!!

Isto já diz tudo.

Espero um pedido de desculpas na próxima coluna.

lcportinho disse...

olha gmista vigilante, a respeito do F Scolari, penso que se trata de um excelente treinador (no preparo do time durante a semana, ensaio de jogadas, treino de colocação, treino de sistema defensivo, bolas aéreas, etc) e um técnico mediano (aquele que escala time e o modifica durante o jogo). no geral, nota 8. A Braga, por exemplo, é treinador médio e técnico fraquíssimo (só o q. tem de bom é a relação com os atletas e a característica motivadora). A Braga é média 5. W Luxemburbo é médio 8 também. Excelente técnico (o melhor no que diz com as questões táticas) e bom treinador.

lcportinho disse...

Caro Aldebaran, vá pedir desculpas do P Odone, dirigente máximo da tua instituição q., com a prepotência de costume, deu lugar a um episódio lamentável desses; vá pedir escusas aos teus colegas torcedores racistas.

San Tell d'Euskadi disse...

Quanto ao lance do Pereira, não mintas, Portinho. Eu disse que foi falta, mas o Harlei falhou no lance. A bola já tinha passado por ele - aliás, passou até pelo Pereira - e não havia chance de recuperação. Além disso, já estávamos na sorveteria...

P.S.: O Brasil jogou muito mal. Só entramos em campo após o 2-0.