quarta-feira, junho 10, 2009

Ano III, Número 125


GUERRA E LIDERANÇA...

A semana que ficou para trás marcou duas batalhas na história do INTERNACIONAL. Primeiro a de quarta-feira, em Curitiba, pelas semifinais da Copa Brasil. Perdemos sim, mas voltamos do Paraná com a tão almejada vaga na final. Domingo foi a vez de nossos guerreiros enfrentarem o bom time do Cruzeiro, lá no Mineirão. E o jogo foi digno de confronto de favoritos à conquista do certame mais importante de nosso futebol. O clima tenso e a intensa disputa a cada lance foram a marca da partida. O INTERNACIONAL deixou escapar a vitória em lances protagonizados por Taison e Giuliano. Aliás, lamentável o não apontamento da penalidade sobre Giuliano (e conseqüente expulsão do arqueiro Fábio) e o gol em claro impedimento do Cruzeiro. Mas faz parte. Time bom tem que vencer e conquistar taças por cima de arbitragens. Voltamos do Mineirão, aonde nunca é fácil jogar, com um ponto valioso na bagagem. O Colorado, não há qualquer dúvida, está no caminho certo.

NILMAR

Há duas semanas falei a respeito da entrega e dedicação do grupo Colorado, o que fazia com que eventuais ausências de jogadores tidos por titulares não se fizessem notar quando da necessidade de utilização de supostos reservas. A ausência de Nilmar, no entanto, derruba a tese. O talento e a velocidade dele são imprescindíveis. Tanto em Coritiba como em Belo Horizonte, os momentos mais complicados não aconteceriam com a presença de Nilmar lá na frente. Alecsandro é um bom centroavante, mas não é da turma de Nilmar. Até mesmo Taison diminui seu rendimento sem a companhia do craque.

BOLIVAR I
.
O General está jogando como nunca nestes dias. Engraçado é que as "fifis" de plantão, que tanto o criticaram quando voltou à lateral, sumiram do mapa. A entrega, a garra e a total identificação com o manto vermelho, transformam Bolívar no maior líder do grupo dentro de campo. Em Curitiba foi injustamente expulso e em Belo Horizonte, mais uma vez, não permitiu sequer um lance de vantagem ao tal de G. Magrão. Estou convicto de que o INTERNACIONAL fará de tudo para que o General permaneça no Beira-Rio ao final do empréstimo junto ao Monaco.
.
BOLIVAR II
.
Aliás, o andar da carruagem indica que o General deve permanecer. F. Carvalho já demonstrou que não corre atrás de reposições; adota a prática de contratar jogadores antes da negociação de integrantes do plantel. O não movimento de Carvalho para buscar um lateral direito leva a crer que possui cartas na manga para manter Bolívar no Beira-Rio. Em tempo: contratamos Lima, lateral esquerdo de 18 anos do Criciúma, para suprir as ausências do selecionável Kléber.
.
SELEÇÃO

4x0 sobre o Uruguai, dentro do Centenário. E agora ?! O que mais querem os críticos para deixar o Capitão Dunga trabalhar em paz ?! Há mais de 33 anos não vencíamos a Celeste lá dentro de Montevideo. Dunga, ele mesmo, campeão da Copa América e líder das Eliminatórias, é o grande responsável pela façanha. Dêem o crédito a quem merece o crédito. Chega de hipocrisia! Aos que insistem em criticar o Capitão e dizer que classificar para Copa do Mundo é obrigação, lembro que os “queridinhos” Parreira e Felipão pariram bigornas para chegar aonde o Capitão já chegou com rodadas e mais rodadas de antecipação.

COPA DO BRASIL

Analisei a classificação para a final e o que teremos pela frente em meu sítio pessoal (clique aqui para conferir). Só gostaria de alertar para as dificuldades que teremos nos próximos dias, em virtude do confronto com as forças do Eixo. Já retiraram o Kleber, o Nilmar e o Bolívar da primeira partida. O inimigo vem completo! Todo cuidado é pouco com a Casa Bandida do Futebol e a patota do Eixo. Tenho certeza que F. Carvalho e companhia estão atentos. No dia primeiro de julho de 2009 o Beira-Rio vai ser um inferno para quem não for gaúcho e não estiver vestido de vermelho.

COPA DO MUNDO É NOSSA

A teimosia e arrogância do pessoal da azenha (está no DNA!) não lhes permite admitir que, em 2014, terão de se dirigir ao Beira-Rio para assistir futebol de nível de Copa do Mundo. Insistem com a tal de Arena, que não passa de um conjunto de maquetes. Aliás, o vizinho, mais do que eu, deve estar ciente que a edificação da tal de Arena depende, fundamentalmente, da desoneração do Olímpico até o final do ano. Sim, porque o nosso salãozinho de festas lá da azenha é garantia de todo o tipo de hipoteca e penhora, tais como dívidas com Zinho (R$ 7,5 milhões), R. Mendes e P. Nunes. Não adianta vizinho, em 2014 vais ter de tomar o metrô no Mercado Público e desembarcar na Estação Gigante da Beira-Rio. Chora!!!

ESTÁ REGISTRADO NA HISTÓRIA

Foi em 1952. A direção do clube da azenha precisou editar um comunicado aos sócios e torcedores, para informar que, com a contratação de Tesourinha, ficava revogada, a partir de então, a determinação de não permitir a utilização de jogadores “de cor” no futebol da agremiação. Ou seja, até 1952 havia uma regra na azenha proibindo a “jogadores de cor” vestirem o pijama tricolor. Que vergonha!!!

RAPIDAS
.
Dunga, ao contrário de seus antecessores no cargo, já está com o time definido e pronto para a Copa do Mundo.
.
Enquanto isso, a decantada Argentina está perdendo para o Equador pelas Eliminatórias.
.
Quem tem Pato e Nilmar não precisa de Messi.
.
Rumo a África do Sul com Dunga e a gurizada do Celeiro de Ases.
.
E por falar em Celeiro de Ases, que futebol joga o D. Moraes. Zagueiro da melhor estirpe Colorada.
.
E o Sandro hein ?! Posso até ser chato, mas não canso em elogiar este guri.
.
O vizinho, para variar, chiou em relação à inferioridade da seleção elaborada por A. Perin no Blog Almanaque do Futebol com jogadores em atividade formados nas categorias de base da dupla gNAL.
.
A dúvida para compor o ataque do escrete canário entre Pato Alexandre e Nilmar, crias de nosso Celeiro de Ases, é a resposta que dou ao vizinho.
.
Tu nunca teve tradição de categoria de base rapaz!!!
.
Tchê, e o que é a novela em cartaz na vizinhança para contratar um jogador médio como o tal de Souza ?!
.
Vou te contar! É muita chinelagem!!!
.
O fala mansa chiador já não é unanimidade na azenha...
.
Chega a ser comovedor o esforço da vizinhança em tentar fazer crer que a promoção de 12 clubes (eu disse DOZE CLUBES!) de uma divisão inferior para a superior não configura VIRADA DE MESA.
.
Domingo não tem desculpa, lugar de Colorado é no Gigante da Beira-Rio.
.
É hora de mobilização total da Macacada, contra a Casa Bandida do Futebol e a Máfia Curintiana.
.
Saudações rubras, do DONO DA ALDEIA (*38), CAMPEÃO DE TUDO e SEMPRE NA PRIMEIRA DIVISÃO.
.
Luiz Portinho


RÁPIDO E RASTEIRO


Assim será o jeito no qual a coluna da semana será escrita. Trabalhos e provas na faculdade, final de semestre e uma semana atípica no futebol gremista, com jogo na quinta-feira e improváveis 10 dias de descanso entre um jogo e outro, acabaram se refletindo neste espaço.


O NÁUTICO E O ESQUEMA DE JOGO

Não, caro leitor. Paulo Autuori ainda utilizou o 3-5-2 contra o Timbu. Mas deve ter sido pela última vez, ao menos durante a passagem do atual treinador pelo Olímpico, já que ele já havia declarado ter a preferência por um esquema mais ortodoxo, com duas linhas de 4.

Por algumas vezes isto foi visto, mesmo com 3 zagueiros de ofício. Ora, os laterais fechavam uma linha com Leo e Rafael Marques, ora, avançavam e fechavam com Réver e Adilson.

Mas a mudança da função dos laterais foi a principal mudança no time. Tanto que em muitas vezes o esquema parecia mais um 5-3-2. Mas a ideia de fazer os laterais caírem mais por dentro foi boa, e deverá ser mantida.


O NÁUTICO E O ESQUEMA DE JOGO II

Os 10 dias sem futebol depois da boa vitória por 3x0 diante do Náutico, com direito a uma boa atuação do time (também devido à fragilidade do adversário) servirão para Autuori terminar de vez seu tempo de ‘aclimatação’ dentro do GRÊMIO e implantar de vez o 4-4-2. E vai ter um bom pretexto para isto, já que não poderá contar com Réver, suspenso pelo 3º amarelo, na partida contra o Fluminense lá no Maracanã.

Destaque positivo para o meia Souza, que fez 2 gols e parece que está reencontrando seu bom futebol. E também para Maxi Lopez, autor de um gol na partida. Destaque negativo para o lateral Ruy, que foi substituído por Joilson. Que por sinal em uma jogada fez mais do que o ‘cabeção’ em todo o tempo que esteve em campo. O gol de Maxi Lopez originou-se de um cruzamento perfeito dele. Pena que a expulsão tirou o brilho de seu ingresso no time.

Sem os dois laterais, já que Ruy também levou o 3º amarelo, o GRÊMIO deverá ir a campo no domingo com Marcelo Grohe; Makelelê, Leo, Rafael Marques e Fábio Santos; Túlio, Adilson, Souza e Tcheco; Alex Mineiro e Maxi Lopez.


RAPIDINHAS

O PSG baixou a pedida pelo meia Souza. Agora, os franceses pedem 2,5 milhões de euros pelo jogador. A direção oferece € 1,5 milhão.


As cenas protagonizadas pelo atacante Kleber, do Cruzeiro, e o dublê de arqueiro dos vermelhos são dignas de repúdio. Não pelo fato de ter jogador deles envolvidos. Eu falaria isto a respeito de QUALQUER jogador, inclusive do GRÊMIO, aqui neste espaço.


Troféu pipocada pro Flamengo. Após estar vencendo por 2x0, consegue a façanha de levar 4 gols em 6 minutos.


E se aquele chute do Sandro Goiano entra, hein? Oigatê!


Caso o GRÊMIO chegue à semifinal da Libertadores, o jogo de volta deve acontecer na quinta-feira, dia 02 de julho. Tudo em virtude da final da Copa do Brasil, marcada aqui pra Porto Alegre dia 01/07.


Salve o Corinthians!


Saudações imortais desde a Libertadores da América,


Leonel Knijnik (DJ Aldebaran)
Gaúcho por Tradição e Gremista de Coração

9 comentários:

San Tell d'Euskadi disse...

O que o Joílson fez, com os dois cartões que levou, apagou tudo o que ele possa ter feito de bom na partida...

Bruno Coelho disse...

Temos que admitir que depois do Gauchão, o calendário vem conspirando a nosso favor. Primeiro foi o adiamento de uma semana nos jogos de quartas-de-final da Libertadores, por conta da gripe suína, o que facilitou a adaptação do time a Paulo Autuori. E agora mais esses 10 dias para realizar a transição do 3-5-2 ao 4-4-2.
O Ruy não jogou bem e já o vejo perder espaço para Joilson. Mas concordo com o Sancho, é simplesmente injustificável ele receber dois cartões nos instantes finais de um jogo já ganho, prejudicando o time na rodada seguinte.
Ah sim! Alguém sabe de alguma notícia nova sobre o patrocinador? Porque, com todo respeito ao Banrisul, chega a ser uma ofensa uma proposta de renovação de R$ 7 milhões anuais. Abraço.

Luiz Portinho disse...

foguetório em Porto Alegre quando saiu o gol do Paraguai... teriam sido lançados pela turma de pijama, inconformada com a condição de "carregador de luvas" de seu goleirinho peito de madeira ?!

Carolina disse...

Estou convencida que o porto nao se garante pra ir ate o correio do povo e provar sua tese de que houve virada de mesa. Ninguem cala esse chororo!

Luiz Portinho disse...

prezada carolina, comprovar que houve virada de mesa num ano em que 12 clubes foram promovidos na Segunda Divisão ?! não me faça rir!

San Tell d'Euskadi disse...

Porto,

Tua premissa é totalmente furada. O número de clubes aos quais é garantido o acesso NÃO guarda qualquer relação direta com viradas-de-mesa. Mas, no fim e ao cabo, isso é tudo o que te resta. Ou seja, nada.

Há horas, e esta é definitivamente uma delas, em que teu coloradismo te cega, amigo!

DJ Aldebaran disse...

Porto, me responde mais esta então: quantos times subiram pra primeira divisão de 1978 pra 1979?

San Tell d'Euskadi disse...

Porto, nem precisa te puxar nessa, pois está respondida nos comentários à edição n.º123:

"Só no Brasil, o campeonato, de um ano para outro já teve acréscimo de 6 (71/72), 8 (76/77), 12 (77/78 e 92/93), 14 (72/73), 20 (78/79), 22 (75/76) e 92 times (1999/2000)..."

Bruno Coelho disse...

Quanto mais mexe no assunto, mais se complica heim, Porto. =O